Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/57145
Título: Análise da Fluência de Juntas em Argamassa Polimérica para Estruturas Pré-Fabricadas
Autor: Batista, Cristina Sofia Fernandes
Orientador: Lúcio, Válter
Marchão, Carla
Palavras-chave: Argamassa polimérica
Ensaio de fluência
Ensaio de compressão
Método dos Elementos Finitos
ATENA 3D
Data de Defesa: 6-Dez-2018
Resumo: Em elementos de betão armado pré-fabricado é muito frequente a ocorrência de pequenas imperfeições de fabrico. Quando esses elementos são colocados em contato e sujeitos a cargas elevadas, geram-se concentrações de tensões nas zonas com irregularidades, que reduzem a resistência estrutural. A presente dissertação tem como principal objetivo analisar o comportamento à fluência de juntas de argamassa polimérica, um potencial material de junta com capacidade para absorver essas concentrações de tensões. Para esse efeito, foi desenvolvido um estudo experimental com 12 provetes de argamassa polimérica. Metade dos provetes foram ensaiados entre dois cubos de betão sem imperfeições e a outra metade entre dois cubos de betão, sendo o cubo inferior com uma imperfeição semicilíndrica. A análise compreendeu um ensaio de fluência, em que os provetes foram colocados no sistema de ensaio desenvolvido para o efeito e sujeitos à compressão constante durante vários dias, e posteriormente um ensaio de compressão, na prensa mecânica, no qual os provetes foram levados à rotura. Os resultados obtidos nos ensaios experimentais permitiram concluir que o comportamento de fluência e a resistência à compressão, foram qualitativamente semelhantes para cada tipo de provetes. Os modelos com imperfeição (CI) apresentaram extensões muito superiores do que os sem imperfeição (SI), como era expectável. Verificou-se ainda que a deformação por fluência é insignificante após 40 dias de ensaio de fluência. Do ensaio de compressão concluiu-se que a fluência não influência a resistência dos modelos CI, no entanto reduz a resistência dos modelos SI. Concluiu-se ainda que a aplicação da junta aumenta a resistência do conjunto em 15%, quando existem imperfeições. Por último, foi efetuada uma análise numérica no software ATENA 3D, através de modelos tridimensionais não lineares de elementos finitos, de modo a simular os ensaios de compressão realizados na análise experimental. Este estudo não permitiu confirmar as tendências dos resultados experimentais.
URI: http://hdl.handle.net/10362/57145
Designação: Mestrado Integrado em Engenharia Civil
Aparece nas colecções:FCT: DEC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Batista_2018.pdf4,84 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.