Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/3950
Título: Potencial de redução de emissões de GEE do bioetanol: contributo da análise de ciclo de vida da beterraba sacarina e do cardo como fontes de biomassa nacionais
Autor: Gomes, Bruno Miguel da Silva
Orientador: Seixas, Júlia
Palavras-chave: Bioetanol
Gasolina
Beterraba sacarina
Cardo
Gases com efeito de estufa
Mitigação
Data de Defesa: 2009
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: Actualmente, os biocombustíveis têm sido apontados como uma alternativa promissora aos combustíveis fósseis na actividade de transporte de passageiros e mercadorias, principalmente no quadro de controlo e redução de emissões de gases com efeito de estufa. Com o objectivo de redução da dependência energética do exterior, Portugal deve garantir a inclusão de 10% de biocombustíveis no sector dos transportes, usando como fontes de biomassa culturas energéticas de origem nacional. A presente dissertação tem como objectivo a avaliação do potencial de incorporação do bioetanol em Portugal como substituto da gasolina, usando a beterraba sacarina e o cardo como fontes de biomassa. Numa primeira fase, é feita a avaliação do potencial de redução de emissões de gases com efeito de estufa do bioetanol, através de uma análise integrada do seu ciclo de vida. Posteriormente, é feita uma identificação e avaliação de possíveis medidas de mitigação das emissões de gases com efeito de estufa, associadas a todo o ciclo de vida do bioetanol. A partir deste trabalho conclui-se que a produção de bioetanol a partir da beterraba sacarina e do cardo contribui para a redução da emissão de gases com efeito de estufa no sector dos transportes. Usando a beterraba como fonte de biomassa, o potencial de redução é estimado em 20%, face às emissões associadas ao ciclo produtivo da gasolina. No caso do cardo, o potencial de redução é superior a 70%. Na etapa de produção de biomassa, utilizando a substituição do uso de fertilizantes sintéticos por biofertilizantes como medida de mitigação, o potencial de redução de gases com efeito de estufa foi/é avaliado em 20%, para o caso da beterraba. Já na etapa de processamento da biomassa em bioetanol, com a substituição do uso de gás natural na unidade de co-geração pela queima de biomassa agro-florestal, a redução é de 31% e de 41%, para a beterraba e para o cardo, respectivamente. Por fim, com o uso do bioetanol nas máquinas agrícolas e nos camiões cisternas usados nas etapas de transporte, foi determinado um potencial de redução de 17% para a beterraba e de 11% para o cardo.
Descrição: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, perfil de Gestão e Sistemas Ambientais
URI: http://hdl.handle.net/10362/3950
Aparece nas colecções:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Gomes_2010.pdf2,38 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.