Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/17017
Título: Caracterização da carga da doença arterial periférica dos membros inferiores : contributos para um melhor conhecimento do peso desta doença no internamento hospitalar
Autor: Simões, Maria Inês de Oliveira
Orientador: Sousa, Paulo
Palavras-chave: Doença arterial periférica
Doença arterial periférica dos membros inferiores
Carga de doença
Cirurgia vascular.
Data de Defesa: 2016
Resumo: RESUMO - A doença arterial periférica (DAP) apresenta uma carga de doença significativa, afetando cerca de 3 a 10% da população em geral e 15 a 20% dos indivíduos com idade superior a 70 anos. A sua prevalência em Portugal foi estimada em cerca de 5,9% no continente; 6,6% na Região Autónoma dos Açores (RAA) e 3,8% na Região Autónoma da Madeira (RAM). Para além da importante carga de doença, quer em termos epidemiológicos, quer económicos, a DAP confere aos seus portadores um risco cardiovascular agravado, sendo que os mesmos apresentam cerca do triplo do risco de mortalidade e de eventos cardiovasculares quando comparados com indivíduos sem DAP. Tratou-se de um estudo observacional, transversal e descritivo tendo como base duas populações de estudo. A primeira é referente aos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) com a valência de cirurgia vascular e a segunda à população portuguesa com episódios de internamento por diagnóstico de DAP dos membros inferiores (MI) nos anos de 2013 e 2014 na totalidade dos hospitais do SNS. Através da análise dos resultados do questionário procedeu-se à descrição de algumas das características dos serviços e unidades de cirurgia vascular de sete hospitais do SNS; através da análise da base de dados dos GDH para os anos de 2013 e 2014 procedeu-se à caracterização do peso do internamento por DAP dos membros inferiores a nível nacional no mesmo período. A DAP tem uma carga significativa e atendendo aos seus fatores de risco e história natural da doença, apresenta uma tendência crescente durante os próximos anos, representando por isso um enorme desafio para os sistemas de saúde. São, no entanto, necessários estudos mais aprofundados sobre o tema que permitam conhecer melhor o peso desta patologia e, de forma global, melhorar o planeamento, tendo por base a caracterização quer do lado da procura (dados epidemiológicos e peso no internamento), quer da oferta (capacidade instalada).
ABSTRACT - The peripheral arterial disease (PAD) shows significant burden of disease, affecting 3% to 10% of the general population and 15% to 20% of individuals with age over 70. Its prevalence in Portugal was estimated in 5,9% in the continent; 6,6% in Região Autónoma dos Açores and 3,8% in Região Autónoma da Madeira. Besides the high burden of disease, both in epidemiological and economic terms, PAD bearers account for higher cardiovascular risks. Altogether they present the triple of mortality risk and cardiovascular events when compared with individuals without PAD. This is an observational, cross-sectional and descriptive study, having two different populations as its base. The first refers to the hospitals from National Health Service (NHS) with vascular surgery, while the second to the Portuguese population that has had episodes of internment based on lower limb PAD diagnosis in 2013 and 2014, accounting for all hospitals belonging to NHS. Through the analysis of the survey results, several characteristics from the vascular surgery units and services (from seven NHS hospitals) have been described. Based on the analysis of the database from the Diagnosis Related Groups (DRG) for the years 2013 and 2014, the burden of internment from lower limb PAD diagnostic has been characterized at a national level. PAD has a significant burden and considering its risk factors and natural history of the disease, it shows a growing trend for the upcoming years, therefore representing a huge challenge for health systems. However, further studies are required to dig deeper on the subject to enable better understand of the burden of this disease and globally improve planning, based on the characterization of both the demand side (epidemiological data and burden of internment) and supply (installed capacity).
URI: http://hdl.handle.net/10362/17017
Designação: Curso de Mestrado em Saúde Pública
Aparece nas colecções:ENSP: PPS - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RUN - Dissertação de Mestrado - Maria Inês Simões.pdf2,22 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.