Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/14006
Título: Estudo da prevalência de excesso de peso e obesidade da população escolar do ensino básico das escolas públicas do concelho do Barreiro e identificação de alguns determinantes.
Autor: MOREIRA, Susana Clara Berjano
Orientador: GONÇALVES, Luzia
Palavras-chave: Saúde pública
Saúde e desenvolvimento
Nutrição
Obesidade
Ensino básico
Barreiro
Portugal
Data de Defesa: 2010
Resumo: Introdução: No presente trabalho, através da colaboração entre as escolas do concelho do Barreiro, do Centro de Saúde local (Divisão de Saúde Pública) e da Faculdade de Motricidade Humana foi avaliada a situação de excesso de peso e de obesidade na população das escolas públicas do ensino básico do concelho do Barreiro no ano lectivo de 2007/2008. Métodos: A população em estudo corresponde à população escolar do ensino básico público, do ano lectivo de 2007/2008. O presente estudo tem carácter transversal, tendo sido efectuada uma amostragem aleatória. A amostra foi composta por 789 crianças de ambos os sexos (dos 5 aos 11 anos, sendo 49,2% do sexo masculino e 50,8% pelo sexo feminino). Foram aplicados questionários aos encarregados de educação para obtenção de dados sobre aspectos socioeconómicos, actividade física e consumo alimentar das crianças em estudo. Para melhor avaliar o estado nutricional foram efectuadas medições antropométricas (n=614) do peso, altura, pregas adiposas dos membros e tronco, perímetro do braço, cintura e anca e altura sentado. Inicialmente foi feita uma análise exploratória através dos programas SPSS e Epitools. Foram ainda analisadas as relações entre o estado nutricional e algumas variáveis independentes através do teste do qui-quadrado, regressão multinomial, modelos log-lineares e regressão gama. Resultados: No que se refere à prevalência de baixo peso, risco de baixo peso, peso normal, excesso de peso e obesidade para o sexo masculino (M) e feminino (F), verifica-se que para a população estudada de onde se retirou a amostra os valores com IC a 95% foram: baixo peso (M-0,10 [0,07; 0,13] e F-0,08 [0,05; 0,12]), risco de baixo peso (M-0,09 [0,06; 0,13] e F-0,07 [0,05, 0,11]), peso normal (M-0,52 [0,46, 0,57] e F-0,47 [0,41; 0,52]), excesso de peso (M- 0,15 [0,11; 0,19] e F-0,22 [0,18; 0,27]), obesidade (M-0,15 [0,12; 0,2] e F-0,15 [0,12; 0,2]). Verificou-se um conjunto de associações para as diversas variáveis analisadas. A nacionalidade dos pais tem uma relação estatisticamente significativa com as variáveis tarefas de casas, prática de desporto como hobby, prática de desporto fora da escola e consumo de diversos alimentos (refrigerantes, ovos, batatas fritas, saladas, doces e fast-food). A variável ser filho único também apresentou relações estatisticamente significativas com a prática de desporto fora da escola, consumo de ovos e consumo de salada. Por último, a prática de desporto fora da escola está relacionada com a etnia das crianças e o estado nutricional tem relação significativa com o consumo de refrigerantes e com o número de horas de sono. Conclusões: Os resultados do presente estudo evidenciaram que as prevalências de excesso de peso e obesidade se enquadram nos valores actualmente descritos para a Europa. Torna-se, então, urgente desenvolver uma correcta política de educação e prevenção, que deve passar não só pelos próprios jovens e crianças, mas também pelos pais, escola, profissionais de saúde e sociedade em geral. Propõe-se, assim, uma avaliação dos programas de educação alimentar iniciados pelo Centro de Saúde do Barreiro de modo a determinar se os recursos utilizados nestas intervenções estão a ser bem direccionados.
Background: In this work, a partnership between schools, the local Health Center and FMH allowed evaluating the overweight and obesity in the school aged children of the public schools in Barreiro. Methods: The population under study corresponds to the school aged children of the public schools from Barreiro (year of 2007/2008). This cross-sectional study includes a random sample of 789 children from both sexes (ages ranging from 5 to 11 years, 49.2% boys and 50.8% girls). Social economic data, physical activity and dietary habits were collected using a questionnaire applied to the children’s person in charge. Anthropometric data (e.g, weight, height, skinfold and waist circumference) were collected to evaluate the nutritional status (n=614). Initially, an exploratory data analysis was made using SPSS and Epitools programs. Some relations between nutritional status and several independent variables were analyzed through chi-square tests, multinomial regression, log-linear models and gamma regression. Results: The estimated prevalences, by sex (M and F), using the Wilson method with 95%CI were: Underweight (M-0,10: ]0,07; 0,13[ and F-0,08: ]0,05; 0,12[ ), Underweight Risk (M-0,09: ]0,06; 0,13[ and F-0,07: ]0,05; 0,11[), Normal Weight (M-0,52: ]0,46; 0,57[ and F-0,47:]0,41; 0,52[), Overweight (M-0,15: ]0,11; 0,19[ and F-0,22: ]0,18; 0,27[), Obesity (M-0,15: ]0,12; 0,20[ and F-0,15: ]0,12; 0,20[). Results show associations between some of the variables analyzed. Parents’ nationality is related with housekeeping, practicing sports outside school and some eating practices such as drinking soda, eating chips, eggs, salads, candies and fast-food. Being an only child is also related with eating eggs and salads. Results also highlight that practicing sports outside school is related with children’s etnia and that nutritional status is significant related with soda consumption as well as sleeping. Conclusions: The results show that prevalence of excess body weight and obesity are similar to the ones described in other studies in Europe. These findings reinforce the needs of prevention and education policies that should involve children, parents, schools, health professionals and society in general. We suggest an assessment of the nutrition education programs and interventions initiated by Barreiro’s Health Center in order to determine whether the resources are being correctly applied.
URI: http://hdl.handle.net/10362/14006
Aparece nas colecções:IHMT: SPIB - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese de mestrado de Susana_vf.pdfDissertação de Mestrado24,7 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.