Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/12605
Título: Os Pintores de D. João V e a Invenção do Retrato de Corte
Autor: Pimentel, António Filipe
Palavras-chave: D. João V
Retrato
Barroco
Imagem do poder
Escultura
Data: 2008
Editora: Instituto de História da Arte - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas/UNL
Resumo: A profunda renovação da imagem do poder levada a cabo por D. João V — por razões estratégicas de afirmação interna e externa do Reino e, por conseguinte, do monarca que o protagonizava — projectar-se-ia, necessariamente, numa renovação da imagem do Rei e da cenografia em que se move, que se pretendiam pautadas pelos critérios europeus, que o mesmo é dizer de matriz versalhesca. A sua afirmação, porém, como a sua difusão, impunham um investimento sistemático nas diversas áreas artísticas que poderiam codificá-la, fixá-la e projectá-la em círculos de maior ou menor amplitude. É neste contexto que — a par de outros géneros, como a gravura, a medalhística e a numismática ou o monumento (e com eles se inter-relacionando) — se afirma a importância estratégica do retrato de Corte. Neste artigo procura analisar-se esse processo, bem como a conjuntura em que se desenvolve.
Descrição: Revista do IHA, N.5 (2008), pp.132-151
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10362/12605
ISSN: 1646-1762
Aparece nas colecções:Revista do IHA Nº 5 (2008)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ART_7_Pimentel.pdf1,73 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.