Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/12233
Título: A engenharia clínica na avaliação de tecnologia em saúde - equipamentos médico-assistenciais na fase de utilização do ciclo de vida
Autor: Ferreira, Filipa Borlido
Orientador: Ojeda, Renato
Secca, Mário
Palavras-chave: Engenharia clínica
Avaliação de tecnologia em saúde
Equipamento médico-assistencial
Ciclo de vida
Data de Defesa: 2013
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: O crescimento constante do uso de tecnologia na saúde tem provocado a melhoria e eficiência dos processos de assistência à saúde, porém acresce à complexidade funcional dos sistemas de saúde. A Organização Mundial da Saúde (OMS) tem alertado quanto à necessidade de avaliar adequadamente a escolha e utilização de tecnologia em saúde. Conhecida como Avaliação de Tecnologia em Saúde – ATS (Health Technology Assessment– HTA), essa ferramenta tem sido utilizada para apoiar gestores de saúde na tomada de decisão promovendo a qualidade do processo tecnológico. Diante deste contexto, a Engenharia Clínica necessita aprimorar os seus estudos e metodologias para a gestão de tecnologias em saúde. Baseada na avaliação de evidências e informações desenvolvida para o suporte na tomada de decisão, este trabalho tem por objetivo desenvolver um processo metodológico para a avaliação de equipamentos médico-assistenciais (EMAS) durante a sua fase de utilização do ciclo de vida da tecnologia através da ferramenta de mini-ATS. A metodologia desenvolvida assenta na avaliação de quatro domínios: tecnologia, recursos humanos, infraestrutura e economia. Após todo o processo cada domínio é classificado como adequado, inadequado ou incerto.De acordo com esta classificação é realizada a recomendação final quanto à utilização do EMA em estudo. Essa ferramenta de avaliação EMA desenvolvida foi aplicada em dois casos de estudo para o equipamento de angiografia alocado em dois hospitais distintos. No primeiro caso a utilização do EMA foi considerada inadequada, devido às inconformidades respeitantes à infraestrutura, sendo que esta inadequação influenciou os demais domínios. No segundo caso a utilização foi considerada adequada de acordo com a avaliação de cada domínio. De modo geral, a metodologia desenvolvida permite à engenharia clínica tornar mais objectiva a tomada de decisão no processo tecnológico na fase de utilização dos equipamentos médico-assistenciais.
Descrição: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia Biomédica
URI: http://hdl.handle.net/10362/12233
Aparece nas colecções:FCT: DF - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ferreira_2013.pdf12,78 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.