Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/11533
Título: Atividade física e Saúde Pública : políticas e estratégias de ação intersectorial na promoção de health-enhancing physical activity (HEPA) em Portugal
Autor: Gomes, João Gregório
Orientador: Gonçalves, Celeste Lopes
Palavras-chave: Saúde pública
Inatividade física
Políticas de promoção da atividade física
Health-enhancing physical activity (HEPA)
Ação intersectorial
Public health
Physical inactivity
Physical activity promotion policies
Health-enhancing physical activity (HEPA)
Intersectoral action
Data de Defesa: 2013
Editora: Escola Nacional de Saúde Pública. Universidade Nova de Lisboa
Resumo: RESUMO - INTRODUÇÃO: A promoção de health-enhancing physical activity (HEPA), entendida como atividade física para a saúde, revela-se um dos aspectos fulcrais do trabalho de ação intersectorial da saúde pública e um dos principais desafios atuais no combate a esta pandemia da inatividade física de consequências na saúde, económicas, ambientais e sociais. A inatividade física está identificada como sendo um dos fatores de risco que contribui largamente para a mortalidade global. Análises às abordagens políticas de promoção da atividade física para a saúde são importantes instrumentos de sistematização da informação relacionada com o estudo deste problema. OBJETIVOS: É objetivo deste estudo analisar políticas e estratégias de ação intersectorial na promoção da atividade física para a saúde em Portugal. Em específico, elencar e analisar: 1) principais políticas e estratégias atuais dos diferentes sectores; 2) consideração de qual é o papel do sector da saúde no assunto; 3) fatores-chave e critérios de sucesso para a implementação de políticas de promoção de HEPA. METODOLOGIA: Estudo qualitativo, descritivo e transversal, por meio de entrevistas semiestruturadas e abertas pelos sectores da saúde, educação, desporto, transportes/planeamento urbano e ação social; análise documental, relativamente aos últimos 3 anos, com análise de conteúdo quanto aos critérios de sucesso presentes. RESULTADOS: Foram encontradas várias categorias nas dimensões macroambiente, microambiente e individual dos determinantes da atividade física no trabalho dos diferentes sectores; o sector da saúde não foi habitualmente considerado como devendo proporcionar administração para a ação intersectorial neste domínio; foram identificados os critérios: com menor expressão no material analisado, aos quais é atribuída maior importância e aqueles com menor aplicabilidade nos documentos analisados. CONCLUSÕES: Não podemos afirmar que exista uma abordagem política/estratégica integrada de abrangência nacional, operacional, no que respeita à promoção da atividade física para a saúde. São limitadas as conclusões pelas características inerentes ao tipo de estudo desenhado, no entanto, pensamos ter contribuído para descrever as principais políticas e estratégias de ação intersectorial na promoção de HEPA em Portugal. Estudos mais abrangentes em termos de níveis de governação, sectores envolvidos e período temporal deverão ser desenvolvidos de forma a potenciar o desenvolvimento da atividade física e saúde pública.
ABSTRACT - INTRODUCTION: Health-enhancing physical activity (HEPA) promotion appears to be one of the core businesses for public health intersectoral action work and one of the main current challenges in combating the physical inactivity pandemic which has health, economic, environmental and social consequences. Physical inactivity is identified as being a risk factor that contributes greatly to global mortality. Policy approaches’ content analysis to promote health-enhancing physical activity have been important information systematization tools for the study of this problem. AIM/OBJECTIVES: The aim of this study is to analyse policies and strategies for intersectoral action on health-enhancing physical activity promotion in Portugal. Specifically, to identify and analyse: 1) major current policies and strategies of the different sectors, 2) consideration of what is the role of the health sector in this issue; 3) key factors and success criteria for HEPA promotion policies implementation. METHODS: Qualitative descriptive and transversal study designed through semi-structured open interviews on health, education, sports, transportation / urban planning and social action sectors; the document analysis focused on the last three years, involving content analysis of the success criteria. RESULTS: Several categories of macroenvironment, microenvironment and individual dimensions of physical activity determinants were identified on different sectors work; the health sector was not usually considered to provide stewardship for intersectoral action in this area; success criteria were identified: with lower expression in the analyzed material; greater importance attribution and; those with less applicability in the documents analyzed. CONCLUSIONS: It is not possible to affirm that there is an operational national policy approach / integrated strategy, regarding health-enhancing physical activity promotion. Conclusions are limited by inherent study characteristics; however, we believe to have contributed to policies and strategies description for intersectoral action on national HEPA promotion. A governmental level comprehensive and extended period of time studies should be developed in order to improve physical activity and public health development.
URI: http://hdl.handle.net/10362/11533
Aparece nas colecções:ENSP: PPS - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RUN - Dissertação de Mestrado - João Gregório Gomes.pdf2,89 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.