Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10362/11117
Título: Planeamento da alta : impacto nos indicadores de desempenho hospitalar
Autor: Garção, Filipa Salema
Orientador: Ramos, Francisco
Palavras-chave: Alta Hospitalar
Planeamento da Alta
Indicadores de Desempenho
Reinternamento
Demora Média
Hospital Discharge
Discharge Planning
Performance Indicators
Readmission
Length of Stay
Data de Defesa: 2013
Editora: Escola Nacional de Saúde Pública. Universidade Nova de Lisboa
Resumo: RESUMO - Planeamento da Alta: Impacto nos Indicadores de Desempenho Hospitalar O problema do presente trabalho reside na percentagem de hospitais do SNS que não tem um processo de planeamento de alta standartizado. Norteada pela questão de investigação: Qual o impacto do Planeamento das Altas nos indicadores de desempenho dos hospitais do SNS?; pelas hipóteses de que os hospitais com um processo de Planeamento da Alta standartizado têm uma Taxa de Reinternamento e uma Demora Média menor; e pelo objetivo geral: Conhecer o impacto do planeamento da alta standartizado nos indicadores de desempenho dos hospitais do SNS, enveredou-se pelo paradigma quantitativo e foi realizada uma análise comparativa dos indicadores de desempenho de dois grupos hospitalares. Estudou-se uma amostra da população acessível, constituída por 57 estabelecimentos hospitalares do SNS e destes foram criados dois grupos de hospitais, que diferiam no facto de ter um processo de planeamento de alta standartizado. No final obteve-se uma amostra, não probabilística, de 12 hospitais, seis que possuíam um processo standartizado e os outros seis não. A recolha de dados foi efetuada através dos sítios da ACSS, DGS e das entidades hospitalares. Os dados foram tratados através da estatística descritiva e indutiva, com recurso a programas informáticos. Da análise emergiram como principais resultados: A existência de um processo de planeamento de alta hospitalar standartizado não tem um impacto significativo nos indicadores de desempenho hospitalar, nomeadamente na redução das Taxas de Reinternamento e da Demora Média hospitalar.
ABSTRACT - Discharge Planning: Impact on Hospital Performance Indicators The problem of this work relies on the percentage of NHS hospitals that do not have a standardized discharge planning process. Guided by the research question: What is the impact of the Discharge Planning in the performance indicators of NHS hospitals?; the hypothesis that hospitals with a standardized discharge planning process have a lower readmission rate and a lower length of stay; and by objective: to know the impact of standardized discharge planning in performance indicators of NHS hospitals, the author follows the quantitative paradigm and performed a comparative analysis of performance indicators from two hospital groups. A sample of accessible population was studied, consisting of 57 NHS Hospitals; out of these, two groups of hospitals were created whose difference consisted on having a standardize discharge planning process. At the end, a non-probabilistic sample was obtained: out of 12 hospitals 6 had a standardized process and 6 others don’t. All data was collected from ACSS, DGS and hospital entities sites then it was processed using descriptive and inductive statistics, with computer software. Out of the analysis came out the following result: The existence of a standardized discharge planning process does not have a significant impact on hospital performance indicators, particularly in reducing readmission rates and length of stay.
URI: http://hdl.handle.net/10362/11117
Aparece nas colecções:ENSP: GOSS - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RUN - Dissertação de Mestrado - Filipa Garção.pdf1,77 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.