DSpace UNL

RUN >
Instituto Superior de Estatística e Gestão de Informação (ISEGI) >
ISEGI - Dissertações de Mestrado em Estatística e Gestão da Informação >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/8800

Title: O sistema de informação sobre estatísticas vitais em Moçambique: passado recente e desafios a prazo. A adaptação do modelo português à realidade moçambicana
Authors: Nhancale, Adelino Benedito
Advisor: Mendes, Jorge Morais
Keywords: Moçambique
Ministério da Justiça
Instituto Nacional de Estatística
Sistema de Informação
Modelo conceptual
Mortalidade
Estatísticas Vitais
Natalidade
Issue Date: 16-Mar-2012
Series/Report no.: Mestrado em Estatística e Gestão de Informação;TEGI0302
Abstract: A presente dissertação visa dar um contributo ao Ministério da Justiça e ao Instituto Nacional de Estatística de Moçambique para um modelo conceptual sobre estatísticas vitais para fortalecer o Sistema de Informação sobre Estatísticas Vitais em uso. O Ministério da Justiça responde por todos os factos sobre o Registo Civil do país, desde o nascimento de um indivíduo até a sua morte enquanto que o Instituto Nacional de Estatística é o órgão responsável pela produção, gestão, processamento dos dados e difusão da informação estatística oficial. Apesar da existência dessas duas entidades, o país ainda não dispõe de um sistema de informação sobre as estatísticas vitais eficaz, ou seja, um sistema que assegure a eficiência e eficácia de informação estatística relativa aos nascimentos e óbitos. Dado que esta informação provém de diversas fontes, dentre elas, há que destacar: as Conservatórias do Registo Civil, Postos Regulares do Registo Civil, Brigadas Móveis, Consulados de Moçambique no estrangeiro, etc. O Sistema de Estatísticas Vitais vigente não tem uma capacidade de homogeneizar os dados estatísticos provenientes destas fontes, o que leva a uma incoerência das informações sobre os eventos vitais e consequentemente fornece-se aos potenciais utilizadores, ao público em geral, informações não fiáveis por um lado, e por outro, devido a inconsistência do sistema (por ser manual) há dificuldades no acesso à informação sobre o registo civil no país, entretanto, levando aos utilizadores desta informação a terem que recorrer a fontes secundárias e informais. Portanto, com este estudo pretende-se fundamentalmente adaptar o modelo português sobre estatísticas vitais à realidade moçambicana.
Description: Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Estatística e Gestão de Informação
URI: http://hdl.handle.net/10362/8800
Appears in Collections:ISEGI - Dissertações de Mestrado em Estatística e Gestão da Informação

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE