DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de Ciências da Educação >
FCSH: DCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/8341

Title: As universidades da terceira idade: novas aprendizagens ou centros de convívio
Authors: Almeida, Marta Sofia Moreira de
Keywords: Terceira Idade
Aprendizagem ao longo da vida
Universidade da Terceira Idade
Aprendizagem duma segunda Língua
Issue Date: Mar-2012
Publisher: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Abstract: Este trabalho insere-se no âmbito do estudo da Terceira Idade portuguesa e de como esta interatua com a língua espanhola nas Universidades da Terceira Idade. Os principais objetivos do estudo foram: conhecer a diferença entre os diversos conceitos de Terceira Idade, estabelecer a diferença existente entre as Universidades da Terceira Idade e os Centros de Convívio, definir a importância e o impacto da aprendizagem ao longo da vida no idoso e explicar a função duma segunda língua, neste caso o espanhol, como um instrumento para interagir com outras culturas. O trabalho foi desenvolvido em duas partes. A primeira parte refere-se à fundamentação teórica do tema a investigar: a Terceira Idade, conjuntamente com a aprendizagem ao longo da vida e as Universidades da Terceira Idade. A Terceira Idade vai ser uma etapa mais da vida do homem, a forma de encarar depende de diversos aspetos em que pode estar inserido o idoso e também das suas condições físicas e mentais. A aprendizagem ao longo da vida permite que os indivíduos obtenham autonomia individual e capacidade para desempenhar a sua vida quotidiana, aprendendo assim em qualquer momento da vida. As Universidades da Terceira Idade são espaços onde decorre o processo de ensino e aprendizagem, onde a diversidade cultural proporciona o intercâmbio de conhecimentos e vivências, onde se consegue retardar o processo do envelhecimento e onde a solidão e o afastamento são palavras que não têm cabimento. A língua espanhola vai proporcionar a Terceira Idade a capacidade de expansão da sua personalidade e do conhecimento de culturas que tenham como língua oficial o espanhol. A segunda parte da investigação apresenta os resultados obtidos depois de aplicado um questionário a 52 alunos matriculados na ULTI e na USILA. Da análise dos resultados surgiram vários aspetos como por exemplo a melhoria da qualidade de vida dos idosos, a aceitação da Terceira Idade como uma etapa mais da vida do homem e o intercâmbio de conhecimentos como uma forma de conviver e interatuar com outros indivíduos pertencentes à mesma geração. A terceira parte apresenta as conclusões obtidas depois de realizado o estudo, conjugando assim todo o contexto teórico com as respostas dadas pelos alunos nos questionários.
Description: Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10362/8341
Appears in Collections:FCSH: DCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE DE MESTRADO. MARTA ALMEIDA.pdf620.47 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE