DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de História >
FCSH: DH - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/8340

Title: A estrada de Beira: reconstituição de um traçado medieval
Authors: Monteiro, Helena Patricia Romão
Keywords: Idade Média,
Portugal
Beira
Estrada da Beira
Circulação de pessoas e bens
Issue Date: Jun-2012
Publisher: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Abstract: As comunicações em Portugal na Idade Média são um tema escassamente desenvolvido na historiografia portuguesa, mas que pode trazer alguma luz ao entendimento das relações económicas, político-administrativas e até culturais do reino medievo. A circulação medieval é fruto da combinação entre as vias terrestres e fluviais, porém, de entre as estradas e caminhos percorridos pela sociedade portuguesa entre os séculos X e XIV temos a destacar um eixo transversal que estabelece a ligação Litoral/Interior – a chamada estrada da Beira. Este itinerário, nosso objecto de estudo, ganha particular importância ao nível das comunicações locais, regionais, inter-regionais e internacionais do reino, constituindo uma das principais vias de comunicação com características económicas, militares, políticas, religiosas e culturais. Trata-se de uma das portas de entrada em Portugal mais utilizadas por mercadores, almocreves, exércitos e peregrinos. Assim, permitindo a circulação de todos os grupos sociais, desde o mendigo ao rei, a reconstituição do traçado desta estrada torna-se, portanto, uma tarefa importante para o conhecimento da rede de comunicações medieval portuguesa e para o estabelecimento de relações de hierarquia de espaços e interesses. Este estudo tenta, através da documentação compulsada, reconstituir o traçado de um eixo principal – a estrada da Beira, mas igualmente delinear as suas principais vias alternativas, através de uma proposta cartográfica dos seus traçados. A tentativa de reconstituição do traçado desta via terrestre medieval é devedora de considerações sobre a herança viária romana, as técnicas de construção medieval, as limitações geográficas e morfológicas da região beirã, bem como todas as influências e interesses humanos e administrativos que presidem ao estabelecimento de um itinerário privilegiado como este.
Description: Dissertação de mestrado em História, especialização em História Medieval
URI: http://hdl.handle.net/10362/8340
Appears in Collections:FCSH: DH - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
UltimaVersão.pdf5.48 MBAdobe PDFView/Open
Bibliografia final.pdf461.08 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE