DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências da Terra >
FCT: DCT - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/8081

Título: Inversão estocástica de sísmica 3D post-stack e dados de poço para a caracterização de reservatórios e modelação de propriedades
Autor: Alves, Fernando Manuel Correia Viegas
Orientador: Almeida, José António de
Palavras-chave: Inversão sísmica
Impedância acústica
Porosidade
Geoestatística
Simulação sequencial
Issue Date: 2012
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: A inversão de sísmica 3D é provavelmente o procedimento de modelação de reservatórios de petróleo mais explorado e investigado, porque por um lado é um problema complexo e, por outro, os reservatórios são extensos em área, da ordem de alguns quilómetros quadrados, muitas vezes geologicamente complexos e nas fases iniciais de caracterização e exploração estão amostrados apenas por um número muito limitado de poços donde os dados sísmicos são a única fonte de informação que cobre todo o reservatório embora, como é evidente, tenha uma grande incerteza associada. No presente trabalho apresenta-se uma metodologia inovadora destinada a gerar imagens 3D da impedância acústica (IA), por co-simulação, condicionada aos coeficientes de reflexão de uma imagem determinista de referência. Considera as seguintes etapas: (1) partir de uma imagem de IA determinista e determinar os respectivos coeficientes de reflexão traço a traço (solução óptima); (2) aplicar uma versão modificada do algoritmo de simulação e co-simulação sequencial directa para simular a IA condicionada aos coeficientes de reflexão calculados a partir da imagem determinista, e às IA observadas nos poços; (3) validar os resultados obtidos, nomeadamente no que respeita à correlação entre a sísmica real e a sísmica sintética obtida por convolução das imagens simuladas de IA com a wavelet ajustada; (4) gerar imagens de porosidade por co-simulação com as imagens simuladas de IA. As vantagens desta metodologia são: (1) eficiência – para obter uma imagem simulada de IA apenas é necessário fazer uma simulação; (2) explora o espaço de incerteza – porque a simulação é parcialmente condicional aos coeficientes de reflexão obtidos com a imagem determinista, e não à IA determinista propriamente dita; (3) respeita as características genéricas de uma simulação – histograma dos dados, variograma e os dados reais nos blocos que contactam a localização dos poços. Esta metodologia foi testada com sucesso para a modelação da IA e da porosidade de um reservatório carbonatado. Concretamente, discutem-se os resultados do modelo obtido, e faz-se uma análise dos resultados e do espaço de incerteza.
Descrição: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia Geológica (Georrecursos)
URI: http://hdl.handle.net/10362/8081
Appears in Collections:FCT: DCT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Alves_2012.pdf5,28 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia