DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente >
FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/7976

Título: Hidrotratamento de óleo de bagaço de azeitona bruto na produção de biocombustíveis líquidos
Autor: Varela, Francisco Moura da Costa Telles
Orientador: Pinto, Filomena
Gonçalves, Margarida
Palavras-chave: Hidrotratamento de óleos vegetais
HVO
Óleo de bagaço de azeitona
Biocombustíveis
Green diesel
Biogasolina
Issue Date: 2012
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: A presente dissertação tem como principal objectivo investigar através do processo de hidrotratamento de óleos vegetais (HVO), a conversão do óleo de bagaço de azeitona bruto em biocombustíveis líquidos,permitindo ao mesmo tempo encontrar uma forma de valorização alternativa ao uso alimentar deste óleo que pode apresentar elevados riscos para a saúde humana. O óleo de bagaço de azeitona bruto é um sub-produto da indústria do azeite, com composição semelhante a outros óleos vegetais e que apresenta um preço de mercado inferior a estes. Com o objectivo de optimizar as condições do processo, foram estudadas diferentes condições experimentais: temperatura de reacção, na gama de 300-430 ºC; tempo de reacção, na gama de 30-120 minutos; volume de óleo inicial, na gama de 25-80 mL; variação da atmosfera de reacção, azoto (N2) ou hidrogénio (H2); presença ou ausência dos catalisadores: CoMo/Al2O3 comercial, NaphtaMax(FCC) e Max Olefins Additive (ZSM-5). Os rendimentos de produtos líquidos variaram entre 73,68 e 93,48 %(m/m), sendo o maior rendimento obtido nas seguintes condições experimentais: 300 ºC; 30 minutos; 50 mL óleo inicial; atmosfera H2; pressão inicial 1,1 MPa; sem catalisador. Os rendimentos de produtos gasosos variaram entre 10,24 e 27,58 %(m/m), sendo o maior rendimento registado nas seguintes condições experimentais: 400 ºC; 60 minutos; 50 mL óleo inicial; atmosfera H2; pressão inicial 1,1 MPa; catalisador Max Olefins Additive (ZSM-5). Os produtos gasosos foram analisados por cromatografia gasosa tendo-se obtido maior concentração de hidrocarbonetos no ensaio onde se utilizou o catalisador CoMo/Al2O3 comercial. Na destilação dos produtos líquidos, o maior rendimento de fracção leve (25-150 ºC), com o valor de 59,73 %(m/m), foi registado nas condições experimentais: 400 ºC; 90 minutos; 50 mL óleo inicial; atmosfera H2; pressão inicial 1,1 MPa; sem catalisador. O maior rendimento de fracção pesada (150-309 ºC), com o valor de 41,31 %(m/m), foi registado nas condições experimentais: 350 ºC; 30 minutos; 50 mL óleo inicial; atmosfera H2; pressão inicial 1,1 MPa; sem catalisador. Na análise dos produtos líquidos por GC-FID, verificaram-se valores de conversão em compostos com temperaturas de eluição na gama dos hidrocarbonetos entre 95,25 % e 99,81%, nas fracções leves, e entre 28,12 % e 99,96 %, nas fracções pesadas. O maior rendimento de conversão na fracção pesada foi verificado nas condições experimentais: 400 ºC; 60 minutos; 50 mL óleo inicial; atmosfera H2; pressão inicial 1,1 MPa; sem catalisador. Pela análise dos produtos líquidos por GC-MS, concluiu-se que a composição da fracção leve com maior semelhança com a gasolina mineral foi obtida nas condições experimentais: 400 ºC; 30 minutos; 50 mL óleo inicial; atmosfera H2; pressão inicial 1,1 MPa; sem catalisador. A composição da fracção pesada com maior semelhança com o diesel mineral foi obtida nas condições experimentais: 400 ºC; 60 minutos; 50 mL óleo inicial; atmosfera H2; pressão inicial 1,1 MPa; catalisador CoMo/Al2O3 comercial.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências e Tecnologia, para a obtenção do grau de Mestre em Energia e Bioenergia
URI: http://hdl.handle.net/10362/7976
Appears in Collections:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Varela_2012.pdf40,65 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia