DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
Revista da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas >
Revista da FCSH - 2001 >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/7925

Título: Acerca de falas da terra. Ecologia e tradição
Autor: Guimarães, Ana Paula
Fonseca, Luís Cancela da
Issue Date: 2001
Editora: Colibri
Resumo: O projecto Falas da Terra - Ecologia e Tradição surgiu quando à disciplina de Literatura Tradicional Oral apeteceu o transborde: a detecção de paradigmas ambientais, a descrição da fisionomia da terra. • quer enquanto solo arável: terra, corpo feminino lavrado e semeado pelo corpo masculino (o arado e a semente) ou terra tal como a quadra seguinte reiteradamente a refere: Eu sou devedor à terra A terra me está devendo A terra me paga em vida E eu pago à terra em morrendo.* Também o órgão por excelência do ser humano (porque garantia do amor e, por isso, da vida), o coração, é, no Cancioneiro, apresentado como herdade, coutada, terra literalmente cavada para semear saudades, sempre com o objectivo alfaiar - ou não fosse o lugar da fala o lugar do encontro, do diálogo: O meu coração é terra Hei-de mandá-lo cavar Para semear saudades Que tenho de te falar.
URI: http://hdl.handle.net/10362/7925
ISSN: 0871-2778
Appears in Collections:Revista da FCSH - 2001

Files in This Item:

File Description SizeFormat
RFCSH14_47_76.pdf27,83 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia