DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de Linguística >
FCSH: DL - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/7871

Title: Sinonímia, polissemia, homonímia em manuais, gramáticas e dicionários escolares para o desenvolvimento da competência lexical
Authors: Pinto, Camila Maria Pires Louro Ferreira
Issue Date: May-2012
Publisher: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Abstract: Sinonímia, polissemia e homonímia são fenómenos linguísticos estudados desde a Antiguidade até à actualidade, no quadro das concepções sobre o signo linguístico e das primeiras abordagens à questão do significado, como documenta a extensa literatura que lhes foi dedicada. Fenómenos consubstanciais às línguas humanas, essenciais ao seu funcionamento, levantam, contudo, alguns problemas evidentes: a sinonímia pela amplitude do seu efectivo alcance; a polissemia e a homonímia, pela questão, sempre em aberto, da sua distinção, oscilando entre a negação ou desvalorização e a admissão da sua existência e coexistência de ambos os fenómenos. Reconhece-se também a sua importância como factor de economia, enriquecimento e flexibilidade da língua a par da sua função estruturadora do léxico, sistema heterogéneo, dinâmico, de difícil apreensão e didactização. Contudo, tal heterogeneidade não é impeditiva de o transformar em objecto de ensino e de aprendizagem.O desenvolvimento da competência lexical, processo sempre inconcluso, exige ao docente conhecer os mecanismos responsáveis pelo amazenamento da informação e estruturação do léxico mental de modo a melhorar o acesso e recuperação dessa base de dados, em actividades de compreensão e de produção. Além das aquisições que se fazem, incidentemente, na prática comunicativa quotidiana, o processo de ensino e aprendizagem em contexto escolar, deve decorrer programada e sistematicamente no entendimento de que desenvolver a competência lexical não é acumular palavras/significados; exige compreensão e apropriação dos mecanismos morfossintácticos e semânticos que habilitem o aluno a compreender e/ou forjar palavras ‘novas’ conformes às regras do sistema, usando-as de acordo com a(s) norma(s).
Description: Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Doutor em Linguística – Especialidade de Lexicologia, Lexicografia e Terminologia.
URI: http://hdl.handle.net/10362/7871
Appears in Collections:FCSH: DL - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
trabalho_para_entregar_24_08_2012.pdf2.66 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE