DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de Estudos Políticos >
FCSH: DEP - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/7751

Título: Fast start finance. Um compromisso internacional para combate às alterações climáticas
Autor: Varanda, Andreia Filipa Antunes
Palavras-chave: Alterações Climáticas
Cooperação Internacional para o Desenvolvimento
Fast Start Finance
Governação Global
Perspetivas Futuras
Issue Date: Mar-2012
Editora: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Resumo: O Acordo de Copenhaga é considerado um dos mais significativos compromissos políticos em matéria de alterações climáticas. O Fast Start Finance surgiu deste Acordo, ao ser assumida a necessidade e a urgência de fazer face às alterações climáticas através da implementação de medidas de adaptação e de mitigação nos países mais vulneráveis, em particular nas pequenas ilhas dos países em desenvolvimento e nos países do continente Africano. O presente relatório de estágio tem como objetivo analisar a evolução do Fast Start Finance, desde a sua criação, na Cimeira de Copenhaga (2009), até à Cimeira de Cancún (2010) e, através de quatro países distintos, verificar de que forma tem evoluído e está a ser implementado e cumprido. Este relatório está dividido em quatro capítulos. No 1º capítulo é feita uma breve introdução a quatro temas fundamentais para o desenvolvimento do presente relatório: alterações climáticas; governação aos níveis global, regional e local; cooperação internacional para o desenvolvimento; e crise económica global. O seguinte debruça-se sobre o tema central do relatório de estágio, é feita uma abordagem ao acordo Fast Start Finance quanto ao seu conteúdo, ao seu financiamento e, por último, às perspetivas de financiamento futuro. No capítulo III apresenta-se uma análise comparativa sobre as dimensões do financiamento Fast Start em 4 países distintos: Reino Unido, Suécia, Portugal, Japão. O objetivo deste capítulo é analisar o financiamento, quanto à sua origem, às fontes de financiamento, aos canais de execução e instrumentos utilizados, aos tipos de ajuda dada e aos tipos de países recetores da ajuda. Por último, é apresentada uma análise SWOT. Perante a crise económica global com que nos deparamos nos dias de hoje é difícil fazer uma previsão do futuro, embora possamos pôr a questão: que futuro para o financiamento climático? A finalidade deste capítulo será então analisar as forças, as fraquezas, as oportunidades e as ameaças do Fast Start Finance ao futuro do financiamento climático.
Descrição: Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ciência Política e Relações Internacionais na área de especialização em Globalização e Ambiente
URI: http://hdl.handle.net/10362/7751
Appears in Collections:FCSH: DEP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Relatório de Estágio Fast Start Finance - Andreia Varanda.pdf1,69 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia