DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de Estudos Políticos >
FCSH: DEP - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/7751

Título: Fast start finance. Um compromisso internacional para combate às alterações climáticas
Autor: Varanda, Andreia Filipa Antunes
Palavras-chave: Alterações Climáticas
Cooperação Internacional para o Desenvolvimento
Fast Start Finance
Governação Global
Perspetivas Futuras
Issue Date: Mar-2012
Editora: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Resumo: O Acordo de Copenhaga é considerado um dos mais significativos compromissos políticos em matéria de alterações climáticas. O Fast Start Finance surgiu deste Acordo, ao ser assumida a necessidade e a urgência de fazer face às alterações climáticas através da implementação de medidas de adaptação e de mitigação nos países mais vulneráveis, em particular nas pequenas ilhas dos países em desenvolvimento e nos países do continente Africano. O presente relatório de estágio tem como objetivo analisar a evolução do Fast Start Finance, desde a sua criação, na Cimeira de Copenhaga (2009), até à Cimeira de Cancún (2010) e, através de quatro países distintos, verificar de que forma tem evoluído e está a ser implementado e cumprido. Este relatório está dividido em quatro capítulos. No 1º capítulo é feita uma breve introdução a quatro temas fundamentais para o desenvolvimento do presente relatório: alterações climáticas; governação aos níveis global, regional e local; cooperação internacional para o desenvolvimento; e crise económica global. O seguinte debruça-se sobre o tema central do relatório de estágio, é feita uma abordagem ao acordo Fast Start Finance quanto ao seu conteúdo, ao seu financiamento e, por último, às perspetivas de financiamento futuro. No capítulo III apresenta-se uma análise comparativa sobre as dimensões do financiamento Fast Start em 4 países distintos: Reino Unido, Suécia, Portugal, Japão. O objetivo deste capítulo é analisar o financiamento, quanto à sua origem, às fontes de financiamento, aos canais de execução e instrumentos utilizados, aos tipos de ajuda dada e aos tipos de países recetores da ajuda. Por último, é apresentada uma análise SWOT. Perante a crise económica global com que nos deparamos nos dias de hoje é difícil fazer uma previsão do futuro, embora possamos pôr a questão: que futuro para o financiamento climático? A finalidade deste capítulo será então analisar as forças, as fraquezas, as oportunidades e as ameaças do Fast Start Finance ao futuro do financiamento climático.
Descrição: Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ciência Política e Relações Internacionais na área de especialização em Globalização e Ambiente
URI: http://hdl.handle.net/10362/7751
Appears in Collections:FCSH: DEP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Relatório de Estágio Fast Start Finance - Andreia Varanda.pdf1,69 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia