DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente >
FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/7620

Título: Metodologia para delimitar perímetros de protecção de água subterrânea – aplicação ao aquífero do Mio-Pliocénico do Tejo
Autor: Laureano, Zélia Maria Costa Policarpo dos Santos
Orientador: Ribeiro, Maria Manuela
Mancuso, Malva
Palavras-chave: Métodos geométricos
Analíticos
Numéricos
Perímetros de protecção
Captações de água subterrânea
Abastecimento público
Issue Date: 2012
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: Como consequência dos modelos de desenvolvimento das sociedades contemporâneas, são cada vez mais perceptíveis as alterações dos regimes hidrológicos, a contaminação das águas subterrâneas e a necessidade de definir estratégias de protecção dos recursos hídricos. Esta protecção, encarada na perspectiva preventiva, no caso dos aquíferos, engloba a delimitação de perímetros de protecção. Com a delimitação de perímetros de protecção, pretende-se diminuir o risco de contaminação da água dos aquíferos e, no caso de um evento poluidor, que a água chegue às captações com concentrações consideradas aceitáveis e/ou permita tomar medidas atempadas de remediação. No presente trabalho é feita uma síntese e abordagem sobre as metodologias propostas por outros autores para delimitar perímetros de protecção. Apresenta-se também um caso de estudo sobre a definição do perímetro de protecção de uma captação de água subterrânea para abastecimento público localizada na zona baixa, no limite do concelho de Almada, mais precisamente na freguesia da Sobreda de Caparica, distrito de Setúbal. Esta captação encontra-se a captar o aquífero confinado mais superficial do Sistema Aquífero do Mio-Pliocénico do Tejo (entre os 70 m e os 160 m). Esta captação bem como as cerca de 60 captações do mesmo tipo que se estendem numa área aproximada de 27 ha, são do tipo furos verticais em meio poroso, com profundidades que variam entre os 150 e 450 m, muito comuns nesta região em especial na zona da Baixa e Santa Marta de Corroios no concelho do Seixal. Assim, neste trabalho é sugerida uma metodologia a seguir em meio poroso que resulta de uma conjugação de três métodos ou aspectos: 1) Métodos analíticos(Wissling); 2) Raio fixo calculado adaptado do Decreto-Lei nº.382/99 de 22 de Setembro: 3) Métodos numéricos.
Descrição: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia e Gestão da Água
URI: http://hdl.handle.net/10362/7620
Appears in Collections:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Laureano_2012.pdf7,23 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE