DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente >
FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/7586

Title: Gestão de praias da Costa de Caparica. A capacidade de carga, o valor da onda, a segurança e informação
Authors: Silva, Susana Alexandra Ferreira da
Advisor: Ferreira, José
Silva, Carlos
Keywords: Gestão de praias
Sustentabilidade
Capacidade de carga
Valor da onda
Segurança e informação
Issue Date: 2012
Publisher: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Abstract: As praias enquanto espaço de lazer e destino turístico e de recreio, por si só constituem um recurso natural capaz de integrar outros, mas devido à sua vulnerabilidade necessitam de uma gestão que estabeleça o equilíbrio entre a componente ambiente, social e económica. A expansão da pressão humana pelo fenómeno turístico-balnear evoluiu na Costa de Caparica para um turismo massificado, comprometedor da preservação ambiental e do equilíbrio socioeconómico. Assim, o objectivo desta dissertação centrou-se na utilização de ferramentas de planeamento, ordenamento e gestão, como a capacidade de carga das praias, (integrando o plano de água associado ao surfing), permitindo avaliar a praia no seu todo, uma vez que os surfistas são igualmente utentes das praias. A valorização do recurso onda, pelo Método Custo de Viagem, revelou-se uma ferramenta fulcral na obtenção do valor mínimo económico não alocado ao mercado, permitindo entender o verdadeiro valor da presença deste recurso abiótico de elevada unicidade. Sendo as praias locais de grande atracção e inerentes de perigos, principalmente no plano de água, ficou evidente a necessidade de implementar uma estratégia de educação e comunicação. As observações efectuadas nos meses de veraneio registaram nas praias estudadas, índices de utilização na ordem dos 26m2/utente e 54m2/utente. No plano de água o espaço disponível para cada surfista atingiu 350m2/utente (Praia do Tarquínio/Paraíso) e 660m2/utente (Praia do Castelo). Os valores máximos de número de utentes registados quando comparados com os legislados, não chegaram a ultrapassá-los. Contudo, quando comparados com capacidade de carga física e social obtidas, registou-se o fenómeno de overcrowding que segundo os utentes traduz-se num grau de desconforto com a necessidade de escapar às enchentes nas praias, sobretudo para os surfistas. A onda utilizada directamente por estes foi maioritariamente reconhecida como recurso para a economia local por todos os utentes inquiridos, cujo desaparecimento é entendido como prejurativo, uma vez que a Costa de Caparica apresenta uma massa contributiva de clientes associados ao surfing. O “valor pessoal” associado à onda é presente nos surfistas, mas também nos banhistas. Quanto ao valor económico calcula-se que as ondas da Costa de Caparica possam valer pelo menos 46635,12€ a 1022789,52€ para uma estimativa de 22 mil surfistas que as frequenta anualmente. Relativamente à segurança verificou-se a necessidade de desevolver uma estratégia de educação e informação, melhorando a segurança durante todo o ano, sobretudo no que consta às regulamentações e perigos, principalmente os agueiros que são desconhecidos pela maioria dos banhistas. Conclui-se que as praias caparicanas são alvo de forte afluência durante o período estival com falhas acrescidas na salvaguarda dos seus utilizadores fora desta época, mas dotadas de um recurso identitário e único (as ondas), merecedor de preservação.
Description: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre Engenharia do Ambiente, perfil do Ordenamento do Território e Impactes Ambientais
URI: http://hdl.handle.net/10362/7586
Appears in Collections:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Silva_2012.pdf9.18 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE