DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de Estudos Portugueses >
FCSH: DEPOR - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/7420

Título: Os livros de Fernando Pessoa
Autor: Teixeira, Pedro Miguel Pimentel Sepúlveda de Gouveia
Palavras-chave: Pessoa
Livro
Autor
Ficção
Projecto
Plano
Issue Date: Jun-2012
Editora: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Resumo: Partindo da análise de uma ideia de livro persistente na obra de Pessoa, assim como das suas variações em diferentes fases, pretende demonstrar-se o modo como dela depende a definição sistémica da obra. Retomando alguns dos ideais tradicionalmente associados ao livro, como a completude da obra nele contida ou o seu entendimento enquanto expressão da unidade e totalidade do pensamento do seu autor, Pessoa subverte estes mesmos ideais ao inseri-los no domínio da ficção e ao adiar ad aeternum a sua concretização. Projectando desde muito cedo a edição e a publicação da obra sob a forma de vários livros, atribui a diversos nomes de autores e editores a responsabilidade pelos mesmos. Ao integrar a organização editorial no domínio da ficção e de um sistema da obra que abrange ambos, a sua edição e a correspondente fixação vêem-se permanentemente adiadas, revelando uma obra dinâmica e em constante transformação. Pessoa concebeu uma pluralidade de livros como expressão de múltiplas facetas da realidade, personificadas em figuras autorais correspondentes a cada uma. Esta pluralidade de livros constituiria um conjunto que almeja a totalidade, uma série ou colecção. A sua realização era, no entanto, condicionada por uma consciência paralela das suas dificuldades, dos seus problemas e da impossibilidade de a concretizar plenamente. A criação de nomes de autores ficcionais, que apelidou tardiamente de heterónimos, é indissociável deste pensamento, de cariz editorial. Cada nome possui uma função editorial ou bibliográfica, definindo e delimitando uma obra, um ou vários livros projectados. O estudo está dividido em três partes, antecedidas por uma introdução que aponta para algumas das ideias determinantes em cada uma. A primeira parte tem por objecto o planeamento editorial de Pessoa, que ao dispor os textos enquanto partes de um conjunto possui uma importância que transcende um mero propósito de publicação. A segunda é dedicada a um pensamento sobre o livro também implicado no planeamento editorial e explicitado em reflexões teóricas em torno da edição e publicação da obra. A terceira parte é centrada na análise do projectado livro de poemas de Alberto Caeiro, que ao ocupar uma posição central no conjunto da obra é revelador de um pensamento sobre o livro que ao perseguir os referidos ideais demonstra principalmente o seu logro. As análises têm ainda como referência uma recolha de documentos, espelhada na elaboração de duas tabelas em anexo, juntamente com a transcrição de alguns textos inéditos ou apenas parcialmente publicados.
Descrição: Tese apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Doutor em Estudos Portugueses / Estudos de Literatura
URI: http://hdl.handle.net/10362/7420
Appears in Collections:FCSH: DEPOR - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese.pdf1,36 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE