DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de Estudos Políticos >
FCSH: DEP - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/7361

Título: Contributos da imigração para o desenvolvimento económico dos países receptores. O caso de Portugal entre 1991 e 2006
Autor: Faria, Maria Inácia Sobral Félix
Palavras-chave: Imigração
Mão-de-obra
Mercado de trabalho
Politicas de imigração
Issue Date: Jun-2012
Editora: Faculdade de Ciências Socias e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Resumo: No último século o aparecimento de novas tecnologias de informação e comunicação facilitou o intercâmbio de capitais, bens, serviços, pessoas e culturas, mas não diminuiu as disparidades entre regiões pobres e ricas. As populações continuam a deslocar-se para países economicamente prósperos e socialmente desenvolvidos, onde vendem o seu trabalho e o seu saber. A globalização dos mercados de trabalho por via do fornecimento de capital humano é um incentivo às economias, em particular dos países receptores que usam a mão-de-obra estrangeira como factor-chave para o crescimento económico. As migrações internacionais sugerem diferentes percepções, requerem debate político e acções concertadas no combate aos fluxos irregulares, contudo não existe uma verdadeira política global para a imigração. A Portugal chegaram essencialmente imigrantes laborais, em grande número indocumentados, que se distribuíram pela construção civil, comércio e serviços, com elevadas taxas de actividade mas baixos salários. Em duas décadas registaram-se mudanças globais e internas com implicações no mercado de trabalho que impõem a observação atenta do percurso dos imigrantes em Portugal. Procuramos com este trabalho contribuir para aumentar o conhecimento acerca do papel dos imigrantes no desenvolvimento da economia portuguesa, com base na sua colocação no mercado de trabalho entre 1991 e 2006. Com esse objectivo, está organizado em cinco capítulos, o primeiro consiste na introdução, o segundo capítulo, observa as recentes rotas migratórias para e no interior da Europa, o terceiro capítulo aborda o quadro jurídico comunitário e nacional. O quarto capítulo está dividido em duas partes, a primeira é uma breve análise sobre o papel dos imigrantes na economia dos países receptores, a segunda inclui o padrão, a distribuição geográfica, a integração no mercado de trabalho e o papel dos imigrantes na economia portuguesa. No quinto capítulo, encontram-se quatro cenários da provável evolução dos fluxos migratórios para Portugal até 2025 e estão identificados desafios e linhas de acção que, em nosso entender, será necessário implementar para garantir uma adequada gestão dos contingentes migratórios. Uma pequena nota conclusiva encerra o estudo.
Descrição: Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ciência Politica e Relações Internacionais Especialização em Globalização e Ambiente
URI: http://hdl.handle.net/10362/7361
Appears in Collections:FCSH: DEP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE CPRI-GA.pdf1,54 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia