DSpace UNL

RUN >
NOVA Information Management School (NIMS) >
NIMS - Dissertações de Mestrado em Estatística e Gestão da Informação >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/7359

Título: As redes sociais na adolescência em Portugal - Quem utiliza? - Estudo do caso nos alunos do 2º e 3º Ciclo do Ensino Básico em alguns concelhos
Autor: Simões, Rosa Maria Rolim
Orientador: Santos, José António Rui Amaral
Neto, Miguel de Castro
Palavras-chave: Redes Sociais
Facebook
Messenger
hi5
Regressão Logística
Estudantes
Escolas e Internet,
Adolescentes
Escolas e Internet
Teste do Qui-Quadrado
Social Networks
Logistic Regression
Teens
Students
Schools and Internet,
Chi-Square
Issue Date: 17-Feb-2012
Relatório da Série N.º: Mestrado em Estatística e Gestão de Informação;TEGI0295
Resumo: Este projecto de mestrado visa a elaboração de um estudo de caso referente a alunos que frequentem o 2.º e o 3.º ciclo do ensino básico no ensino público português nos Concelhos de Coimbra, de Condeixa-a-Nova, da Guarda, de Pombal e de Santiago do Cacém. Com este estudo pretende-se determinar o perfil em termos de faixa etária, de sexo, de nível de escolaridade e de nível social do agregado familiar dos adolescentes que mais utilizam e menos utilizam as redes sociais (RS) em Portugal, comparando a sua utilização em três áreas distintas do país (interior do País – Guarda, litoral do país – Coimbra e Leiria, e no Alentejo – Santiago do Cacém), e verificar se os pais têm conhecimento, influenciam e incentivam de alguma forma o uso das redes sociais por parte dos seus filhos.A amostra do estudo inclui 1375 alunos, do 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico, dos quais 641 são do sexo masculino (46,62%) e 734 do sexo feminino (53,38%). A metodologia a aplicar é de carácter quantitativo que, através do emprego do método de recolha de dados, recorrendo a questionários efectuados junto de adolescentes, visa identificar quem são os utilizadores ou não das redes sociais e comparar as três regiões do país referidas. Para a análise estatística das variáveis de adesão em função de um conjunto de regressores recorreu-se ao modelo de regressão logística. A magnitude da associação das variáveis que levam ao uso ou não das redes sociais e as variáveis sócio-demográficas foram estimadas recorrendo ao odds ratio (OR) com intervalos de confiança de 95%, usando o modelo de regressão logística e foi usado o teste do qui-quadrado para a independência. Os resultados obtidos através dos inquéritos mostram que, de entre os inquiridos, 91,27% (1255 inquiridos) utilizam as redes sociais, sendo estes maioritariamente do sexo feminino (49%). Estes estão distribuídos por quatro distritos: 19,84% (249 inquiridos) são de Coimbra, 26,30% (330 inquiridos) são da Guarda, 31,63% (397) inquiridos) são de Leiria e 22,23% (279 inquiridos) são de Setúbal e 95,78% (1202 inquiridos) afirmam que os pais têm conhecimento que eles utilizam as RS.
Descrição: Trabalho de Projecto apresentado como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Estatistica e Gestão de Informação.
URI: http://hdl.handle.net/10362/7359
Appears in Collections:NIMS - Dissertações de Mestrado em Estatística e Gestão da Informação

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TEGI0295.pdf2,05 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia