DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de Estudos Políticos >
FCSH: DEP - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/7289

Title: Os problemas energéticos em Angola: energias renováveis, a opção inadiável
Authors: Dombaxe, Marcelina Iracelma Messo
Keywords: Angola
Petróleo
Pobreza
Problema Energéticos
Energias Renováveis
Desenvolvimento Sustentável
Issue Date: Oct-2011
Publisher: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Abstract: Angola encontra-se numa situação de pós-conflito: a guerra civil que afectou o país durante cerca de três décadas terminou em Abril de 2002 com os Acordos de Paz de Luena, estando aparentemente reunidas as condições básicas para uma paz sustentável e duradoura. É visível uma melhoria substancial do ambiente político, económico e social, contudo, os índices de desenvolvimento no presente transmitem uma imagem profunda da miséria em que o povo angolano vive. A situação de extrema pobreza em que o país se encontra é um grande entrave ao desenvolvimento sustentável. Uma das consequências da pobreza traduz-se na forte dependência dos recursos naturais, com maior incidência nas áreas rurais onde a degradação ambiental é mais acentuada, sustentando um ciclo vicioso de degradação ambiental e redução da qualidade de vida. Embora o petróleo dê ao país um rendimento satisfatório, os benefícios directos para os angolanos da actividade petrolífera são ainda muito limitados. O Governo deve basear o desenvolvimento do país de forma sustentável, ou seja, deve basear o seu desenvolvimento em mecanismos de desenvolvimento limpo, tentando reduzir os níveis de poluição o máximo possível, contribuindo assim para os objectivos traçados no Protocolo de Quioto (ratificou o Protocolo de Quioto em 2007) e mais recentemente na Cimeira de Copenhaga. A energia desempenha um papel essencial no desenvolvimento económico e social de Angola, e, consequentemente, na elevação dos padrões de qualidade e de bem – estar da população angolana, fundamentando o interesse e a necessidade de uma reflexão estratégica sobre a evolução do sector energético do país. O objectivo desta dissertação é o de evidenciar as grandes questões energéticas que se colocam à sociedade e a economia angolana, apresentando as energias renováveis, como opção viável, constituindo, uma contribuição fundamental para a prossecução de uma política energética nacional, que sirva os interesses não só da economia angolana, mas também da população e do meio ambiente que a rodeia. Desta forma o Estado angolano poderá agir de acordo com o ecossistema em que está inserido.O conteúdo da dissertação passará por uma visão de temas como: que Angola temos; Angola e os hidrocarbonetos; electricidade: um factor estratégico de desenvolvimento e crescimento; e por fim, futuro energético sustentável. Tendo na sua elaboração recorrendo a bibliografia variada, desde livros, relatórios, dissertações e internet.
Description: Dissertação de Mestrado em Ciência Política e Relações Internacionais Especialização em Globalização e Ambiente
URI: http://hdl.handle.net/10362/7289
Appears in Collections:FCSH: DEP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
OS PROBLEMAS ENERGETICOS EM ANGOLA.pdf1.87 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE