DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de Geografia e Planeamento Regional >
FCSH: DGPR - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/7120

Title: Identidade Territorial de um Bairro Social: O Caso da Quinta Marquês de Abrantes
Authors: Soares, Ana Maria da Mata Pequeno Baptista
Advisor: Roca, Nazaré
Keywords: Modelo Identerra
Identidade objectiva
Identidade subjectiva vivida e pretendida
Topofilia
Terrafilia
Sentido de pertença
Realojamento
Habitação social
Redes de vizinhança
Issue Date: Oct-2011
Publisher: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Abstract: No território que foi alvo duma intervenção sócio urbanística através do Programa Especial de Realojamento, o Bairro Chinês deu lugar ao Bairro Quinta Marques de Abrantes com o realojamento dos seus moradores. Na presente dissertação pretende‐se verificar se a melhoria das condições habitacionais fortaleceram o sentido de pertença territorial da população do Bairro Chinês, e se este modelo de realojamento promoveu a sua inclusão social. Com base no Modelo Identerra, a identidade territorial é estudada em duas dimensões: objectiva verificável e inegável, e subjectiva vivida e pretendida. Assim, através da utilização de metodologias participativas em trabalho de campo, pretendeu‐se determinar a identidade territorial objectiva do Bairro Chinês e do Bairro Quinta Marquês de Abrantes, assim como a identidade subjectiva vivida e pretendida que os seus moradores vivenciaram e manifestaram. Estes, oriundos do norte e centro do país na década de 1960, trouxeram traços culturais que aqui projectaram, quanto aos modos de vida e sociabilidades. Importava saber que sentimentos de topofilia estão presentes nas relações entre os moradores e o Bairro, e que acções promovem em prol do desenvolvimento, designado por terrafilia. O bairro também tem vulnerabilidades de nível social, sendo necessário promover uma intervenção social, urbanística e pluridisciplinar, de forma a acautelar focos de exclusão social. Contudo ao nível das relações sociais, redes de vizinhança, da solidariedade e a dinâmica das colectividades é visível um potencial humano que poderia ser uma aposta na dinamização da vida social do bairro com o apoio das entidades com projectos nesta área, para uma melhor qualidade de vida da comunidade
Description: Dissertação do Mestrado em Gestão do Território ‐ Território e Desenvolvimento
URI: http://hdl.handle.net/10362/7120
Appears in Collections:FCSH: DGPR - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ana maria.pdf10.59 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE