DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de História >
FCSH: DH - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/7065

Title: A propriedade e os sujeitos: colonização interna e colónias agrícolas durante o Estado Novo
Authors: Silva, Maria Elisa Oliveira da Silva Lopes
Advisor: Rosas, Fernando
Keywords: Estado Novo
Sociedade Rural
Política Agrária
Reforma Agrária
Colónias Agrícolas
Colonização Interna
Issue Date: Nov-2011
Publisher: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Abstract: Esta dissertação procurou pensar a política de colonização interna do Estado Novo como parte de um projecto mais lato de racionalização do território em relação à sua população, fundado num saber técnico-científico, através da promoção estatal de uma reestruturação fundiária, uma intensificação cultural e uma engenharia social que possibilitaria, simultaneamente, uma optimização dos recursos naturais e das populações. A política de colonização interna parece ter correspondido, por um lado, a um desejado aumento da produção e da produtividade agrícolas, inserindo-as dentro de um projecto de modernização da agricultura, e, por outro, à promoção das condições de vida e da pacificação política das populações rurais (especialmente, do Sul do país). Através do confronto entre o discurso político-jurídico e o discurso técnicocientífico e as práticas institucionais da Junta de Colonização Interna pretendeu-se estudar, por um lado, a colonização interna enquanto proposta social para o “problema populacional” do mundo rural e, por outro, estudar o modelo social dos projectos colonizadores. Entre o projecto social civilizador estabelecido para os baldios do Norte do país, e o projecto social desproletarizador/ recampesinador proposto para as grandes propriedades do Sul do país, a política de colonização interna estado-novista tentou, através das colónias agrícolas, produzir proprietários cujas condições de vida e “apego à terra” funcionassem como sustentáculo de uma nova ordem social em consonância com o regime político.
Description: Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em História Contemporânea
URI: http://hdl.handle.net/10362/7065
Appears in Collections:FCSH: DH - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese Final Elisa.pdf25.65 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE