DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de História >
FCSH: DH - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/6957

Title: As Lucernas Romanas da Praça da Figueira (Lisboa): Contributo para o conhecimento de Olisipo
Authors: Vieira, Vasco Alexandre Correia Noronha
Advisor: Gomes, Mário Varela
Silva, Rodrigo Banha da
Keywords: Praça da Figueira
Lisboa
Olisipo
Necrópole
Lucernas
Romano
Issue Date: 2011
Publisher: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Abstract: O presente estudo teve como objectivo analisar a totalidade dos 342 fragmentos de lucernas romanas recuperadas na Praça da Figueira, em Lisboa, provenientes das intervenções arqueológicas que tiveram lugar em 1962, e também de 1999/2001. A partir da análise do conjunto, pretendeu-se compreender a dinâmica comercial de Olisipo como ciuitas portuária e centro de redistribuição de lucernas para a Lusitania. A necrópole noroeste de Olisipo foi localizada e parcialmente intervencionada naquele espaço, e forneceu a maior quantidade de fragmentos deste conjunto, apresentando uma diacronia de ocupação entre c. 60 d.C. e séc. IV. Esta cronologia é reforçada pelo estudo das 17 lucernas recuperadas, em ambas as intervenções no contexto mencionado. A totalidade do universo estudado apresenta uma cronologia que engloba o Período Romano Imperial, com lucernas de produção da primeira metade do século I d.C. prolongando-se até aos finais do século III. É possível concluir que existe uma predominância de importações, com uma percentagem maior de produtos itálicos e da Baetica durante o século I, que darão lugar a uma preponderância de importações de origem Norte-Africana na segunda centúria. A produção regional, do vale do Tejo e do Sado, embora bastante representada, surge como uma minoria e evidencia um prolongamento temporal nas produções desta região de formas tradicionais de lucernas. A variedade de cenas mitológicas presentes na decoração vem demonstrar o papel que este tipo de cerâmica detinha na divulgação da cultura e mitologia grecoromana pelo território romano durante e após o processo de romanização. A quantidade de importações documenta a crescente importância que Olisipo tinha como ponto de redistribuição de mercadorias para a Lusitânia muito provavelmente a partir do século II com a chegada das produções norte-africanas por via marítima, embora arqueologicamente ainda não tenham sido detectadas estruturas mercantis que venham corroborar esta dinâmica comercial de Olisipo.
Description: Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Arqueologia
URI: http://hdl.handle.net/10362/6957
Appears in Collections:FCSH: DH - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Capa.pdfcapa55.9 kBAdobe PDFView/Open
Parte 1 - Resumo e indice.pdfresumo e indices45.7 kBAdobe PDFView/Open
Parte 2 - Dissertação e bibliografia.pdfdissertação644.8 kBAdobe PDFView/Open
Anexos 1 - Plantas.pdfanexo14.84 MBAdobe PDFView/Open
Anexos 2 - Estampas.pdfanexo234.63 MBAdobe PDFView/Open
Anexos 3 - Gráficos.pdfanexo36.95 MBAdobe PDFView/Open
Anexos 4 - Fotos.pdfanexo420.91 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE