DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
Revista da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas >
Revista da FCSH -1996 >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/6882

Título: Legitimações dinásticas e pragmatismo. Do discurso providencialista. Fernão Lopes e António Vieira
Autor: Ramalhete, Ana Maria
Issue Date: 1996
Editora: Colibri
Relatório da Série N.º: N.9;
Resumo: A par das componentes social, política, militar e diplomática sobre as quais se constrói a legitimação do poder após momentos de mptura, o discurso reconstmctor de factos irá, talvez, fomecer a dimensão de segurança na inevitabilidade dos acontecimentos, a um projecto que corresponderia ao desejo e vontade de uma maioria. As dinastias de Avis e de Bragança teriam nos textos de Femão Lopes e do Padre Antônio Vieira a escrita constmtora dessas novas realidades. A análise dos seus textos poderá fomecer elementos que contribuam para a caracterização do discurso de legitimação do poder. A primeira necessidade, que ambos os autores sentem no seu relacionamento com os receptores, é o estabelecimento de uma base certificadora da verdade dos seus textos. Ambos irão invocar uma metodologia subjacente à sua escrita, acentuando a investigação de fontes fidedignas, o que parecerá tanto mais estranho quanto se nos apresenta um texto com um título como História do Futuro. No entanto, o Padre Antônio Vieira iria precisamente apontar para possíveis erros a que as fontes podiam induzir, para apresentar a Bíblia como sua fundamentação obviamente irrefutável.
Descrição: pp. 209-219
URI: http://hdl.handle.net/10362/6882
ISSN: 0871-2778
Appears in Collections:Revista da FCSH -1996

Files in This Item:

File Description SizeFormat
RFCSH9_209_219.pdf9,38 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE