DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Conservação e Restauro >
FCT: DCR - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/6881

Title: Cravo de Pascal Taskin (1782): caracterização material da policromia exterior
Authors: Estrompa, Raquel Ludovina Menezes
Advisor: Le Gac, Agnès
Candeias, António
Keywords: Cravo
Chinoiserie
Caracterização material
SEM-EDS
μ-FTIR
μ-DRX
Issue Date: 2012
Publisher: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Abstract: Com o surgimento do piano a par de uma alteração dos gostos musicais da época, após o século XVIII o cravo caiu em desuso. Apenas oito cravos atribuídos a Pascal Taskin (1723-1793)sobreviveram até aos nossos dias, sendo o que pertence ao Museu da Música de Lisboa alvo de grande especulação. Embora este instrumento se encontre catalogado como um grand ravalement de um prestigiado cravo flamengo de Andreas Ruckers, foi apontado como falso Ruckers por Grant O’Brien. Devido à sua história e importância, desde 2006 este instrumento encontra-se classificado como tesouro nacional. Este estudo pretende compreender a autenticidade do ravalement através da caracterização material da policromia exterior do cravo, recorrendo a análises não destrutivas, não invasivas e in situ como reflectografia de infravermelho e espectrometria de fluorescência de raios X dispersiva de energias; e análises micro-destrutivas como microscopia óptica, microscopia electrónica de varrimento com espectrometria de raios X por energias dispersivas, micro-difracção de raios X, micro-espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier, pirólise seguida de cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massa e identificação de madeiras. Através do desenvolvimento de uma metodologia de trabalho adaptada, pode afirmar-se que o cravo em estudo tem pelo menos cinco intervenções. Estas intervenções não se encontram sistematicamente em todos os motivos, pelo que se podem entender como refrescamentos de alguns motivos decorativos de acordo com os gostos da época (diferentes figuras podem ter diferentes números de policromias e policromias de diferentes períodos de tempo). No que diz respeito à autenticidade do ravalement, pode concluir-se que embora se trate de um falso Ruckers, estamos perante um cravo sujeito a um autêntico ravalement.
Description: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Conservação e Restauro, Especialização em Ciências da Conservação
URI: http://hdl.handle.net/10362/6881
Appears in Collections:FCT: DCR - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Estrompa_2012.pdf16.54 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE