DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
Revista da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas >
Revista da FCSH -1994/1995 >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/6801

Title: Antero de Quental e a geração de 50
Authors: Pereira, José Esteves
Issue Date: 1995
Publisher: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Series/Report no.: Vol.2;N.8
Abstract: Antero de Quental (1842-1891) toma-se em 1865, e em 1871, arauto de uma geração que define como tendo saído decididamente e conscientemente, da "velha estrada da tradição".*^' Esta geração que, primeiro em Coimbra, com a polêmica do "Bom senso e do Bom gosto", e depois em Lisboa, com as Conferências do Casino Lisbonense se abre às novas correntes de pensamento europeu faz, também, o balanço do liberahsmo político e cultural do país retomando projectos frustrados de uma significativa geração: a de 1850. A geração a que pertencem, José FeHx Henriques Nogueira, Antônio Pedro Lopes de Mendonça e Sousa Brandão foi marcada pelos acontecimentos revolucionários europeus de 1848 e procura superar a crise do liberalismo português, no rescaldo da Patuleia e da intervenção anglo-espanhola que conduz à convenção de Gramido e põe termo à guerra civil. O que pretendo aqui apresentar é a apreciação que Antero de Quental vem a fazer de dois dos mais significativos expoentes da geração de 50: José Felix Henriques Nogueira (1825-1858) e Antônio Pedro Lopes de Mendonça (1826-1865).
Description: pp. 313-320
URI: http://hdl.handle.net/10362/6801
ISSN: 0871-2778
Appears in Collections:Revista da FCSH -1994/1995

Files in This Item:

File Description SizeFormat
RFCSH8_313_320.pdf6.78 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE