DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Física >
FCT: DF - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/6677

Title: Comportamento da espuma de poliuretano flexível numa escultura de arte contemporânea Viúva Negra de João Vieira, 1981
Authors: Sá, Susana Catarina Dias França de
Advisor: Ramos, Ana
Macedo, Rita
Ferreira, Joana
Keywords: Conservação de arte contemporânea
Documentação
Eespuma flexível de poliuretano
Envelhecimento acelerado
Espectroscopia de infravermelho e ensaios de compressão
Issue Date: Nov-2011
Publisher: FCT-UNL
Abstract: O presente trabalho, centrado numa perspectiva multidisciplinar, documenta o processo criativo da obra de João Vieira, Viúva Negra, e define possíveis estratégias para a sua conservação. A obra Viúva Negra (1981), fruto de um período de experimentação material nos trabalhos de Vieira, é maioritariamente constituída por poliuretano (PU), causa principal da sua elevada alteração de cor e desagregação. Perante a necessidade de criação de um plano de conservação, procedeu-se à recolha de informação bibliográfica e oral sobre a obra, à sua caracterização analítica, ao estudo da degradação do PU e à realização de ensaios de envelhecimento acelerado (hidrólise e foto-oxidação) para comparação de tratamentos distintos. Os provetes foram produzidos na fábrica Flexipol, local de produção da Viúva Negra, reproduzindo o PU da obra diisocianatos MDI/TDI e polióis de poliéter). Um dos tratamentos consistiu na aplicação conjunta do consolidante, Impranil® DLV/1 com o estabilizante Tinuvin® B75, proposto por Thea van Oosten, e um segundo na aplicação de silicone, isolado e em combinação com o Tinuvin® B75. A utilização de silicone consistiu num método empiricamente adoptado por Vieira e para tal, foi escolhida a dispersão aquosa de silicone SL3000® da Rubson, para o estudo da sua eficácia. Testaram-se várias concentrações, métodos de aplicação e eficácia dos tratamentos pré e pós-envelhecimento. Os resultados, de acordo com análises de espectroscopia de infravermelho, testes de compressão, microscopia óptica, colorimetria e gravimetria, permitiram a compreensão dos mecanismos de degradação e responder a algumas questões levantadas sobre a conservação de obras em poliuretano. Sobre a degradação deste PU constatou-se o favorecimento de diferentes mecanismos de degradação de acordo com a avaliação em conjunto e em separado, das variáveis HR e radiação UV-Vis (λ≥300nm); confirmou-se a necessidade da adição de um estabilizante à formulação do tratamento, e comprovou-se a eficiência do silicone como consolidante.
Description: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Conservação e Restauro, Especialização em Arte Contemporânea
URI: http://hdl.handle.net/10362/6677
Appears in Collections:FCT: DF - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Sá_2011.pdf9.25 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE