DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Física >
FCT: DF - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/6677

Título: Comportamento da espuma de poliuretano flexível numa escultura de arte contemporânea Viúva Negra de João Vieira, 1981
Autor: Sá, Susana Catarina Dias França de
Orientador: Ramos, Ana
Macedo, Rita
Ferreira, Joana
Palavras-chave: Conservação de arte contemporânea
Documentação
Eespuma flexível de poliuretano
Envelhecimento acelerado
Espectroscopia de infravermelho e ensaios de compressão
Issue Date: Nov-2011
Editora: FCT-UNL
Resumo: O presente trabalho, centrado numa perspectiva multidisciplinar, documenta o processo criativo da obra de João Vieira, Viúva Negra, e define possíveis estratégias para a sua conservação. A obra Viúva Negra (1981), fruto de um período de experimentação material nos trabalhos de Vieira, é maioritariamente constituída por poliuretano (PU), causa principal da sua elevada alteração de cor e desagregação. Perante a necessidade de criação de um plano de conservação, procedeu-se à recolha de informação bibliográfica e oral sobre a obra, à sua caracterização analítica, ao estudo da degradação do PU e à realização de ensaios de envelhecimento acelerado (hidrólise e foto-oxidação) para comparação de tratamentos distintos. Os provetes foram produzidos na fábrica Flexipol, local de produção da Viúva Negra, reproduzindo o PU da obra diisocianatos MDI/TDI e polióis de poliéter). Um dos tratamentos consistiu na aplicação conjunta do consolidante, Impranil® DLV/1 com o estabilizante Tinuvin® B75, proposto por Thea van Oosten, e um segundo na aplicação de silicone, isolado e em combinação com o Tinuvin® B75. A utilização de silicone consistiu num método empiricamente adoptado por Vieira e para tal, foi escolhida a dispersão aquosa de silicone SL3000® da Rubson, para o estudo da sua eficácia. Testaram-se várias concentrações, métodos de aplicação e eficácia dos tratamentos pré e pós-envelhecimento. Os resultados, de acordo com análises de espectroscopia de infravermelho, testes de compressão, microscopia óptica, colorimetria e gravimetria, permitiram a compreensão dos mecanismos de degradação e responder a algumas questões levantadas sobre a conservação de obras em poliuretano. Sobre a degradação deste PU constatou-se o favorecimento de diferentes mecanismos de degradação de acordo com a avaliação em conjunto e em separado, das variáveis HR e radiação UV-Vis (λ≥300nm); confirmou-se a necessidade da adição de um estabilizante à formulação do tratamento, e comprovou-se a eficiência do silicone como consolidante.
Descrição: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Conservação e Restauro, Especialização em Arte Contemporânea
URI: http://hdl.handle.net/10362/6677
Appears in Collections:FCT: DF - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Sá_2011.pdf9,25 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia