DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente >
FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/6192

Title: Resíduos de radiografias: recolha e tratamento
Authors: Antunes, Raquel dos Santos
Advisor: Madeira, Maria da Graça
Keywords: AMI
Radiografias
Resíduos
Novas tecnologias
Issue Date: 2011
Publisher: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Abstract: As radiografias, ou películas radiológicas, por terem na sua constituição determinados componentes perigosos para o ambiente e saúde, como a prata e vestígios de chumbo, necessitam de ser recolhidas e tratadas de forma adequada. Conscientes destes riscos e do valor que representa a sua reciclagem, várias organizações não governamentais, das quais se destaca em Portugal a AMI, têm implementado campanhas de recolha de películas de radiografias e conseguido recolher e reciclar quantidades significativas, geradoras de receitas importantes para as suas acções humanitárias. Também a evolução da tecnologia de radiologia, que possibilitou a utilização de imagens em suporte digital em vez da sua impressão em película, tem contribuído para a redução destes resíduos no ambiente. Contudo, e apesar desta tendência, é expectável que a problemática associada aos resíduos de radiografias se mantenha a curto e médio prazo, dado que muitas das radiografias produzidas ficam guardadas em casa por um período indeterminado ou então são colocadas nos contentores de resíduos domésticos. Por este motivo, considerou-se de interesse conhecer melhor o ciclo de vida das películas de radiografias, os impactes que estes resíduos poderão originar para o ambiente e a saúde, as campanhas de recolha selectiva existentes, o processo de reciclagem e a evolução da tecnologia de radiologia. Considerou-se igualmente de interesse conhecer o nível de informação, conhecimentos e comportamentos dos cidadãos face a estes resíduos, bem como avaliar as diferenças entre os indivíduos que aderem às campanhas de recolha selectiva e os que não aderem. Para atingir estes objectivos realizaram-se entrevistas a técnicos especializados de radiologia e à organização que em Portugal mantém anualmente uma campanha de recolha de radiografias, a AMI, e aplicou-se um questionário a uma amostra de residentes no concelho de Loures. Os resultados permitem concluir que é necessário continuar a promover as campanhas de recolha selectiva, pois a maioria das famílias mantém em casa estes resíduos, e investir mais em informação e consciencialização dos cidadãos para o problema das radiografias e importância da sua recolha e reciclagem.
Description: Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, perfil Engenharia Sanitária
URI: http://hdl.handle.net/10362/6192
Appears in Collections:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Antunes_2011.pdf1.01 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE