DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente >
FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/6004

Title: Gestão e ordenamento de praias - capacidade de carga e certificação para a sustentabilidade
Authors: Ribeiro, Marta Filipa Bernardes Parraga
Advisor: Ferreira, José
Silva, Carlos
Keywords: Gestão de praias
Capacidade de carga
Planeamento ambiental
Cascais
Certificação ISO 14001
Issue Date: 2011
Publisher: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Abstract: Nas últimas décadas, a zona costeira portuguesa tem vindo a ser sujeita a uma intensa actividade turística no geral e em especial durante a época de Verão. Esta intensificação turística originou impactes significativamente negativos devido ao crescente uso intensivo dos ecossistemas costeiros bem como ao aumento da utilização e ocupação das praias. O objectivo deste trabalho é contribuir para uma gestão e planeamento ambiental das praias portuguesas de S. Pedro, da Bafureira, das Avencas e da Parede. Estas praias situam-se no município de Cascais (Área Metropolitana de Lisboa) e estão abrangidas pelo Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) Cidadela - S. Julião da Barra. A metodologia utilizada assentou em métodos e critérios de avaliação da capacidade de carga e da requalificação ambiental, avaliando os níveis de ocupação e a percepção da paisagem por parte dos utilizadores, como suporte para a gestão ambiental destas zonas com elevada vulnerabilidade ecológica. Neste trabalho foi também estudada a possível utilização da norma internacional ISO 14001 como instrumento de certificação das praias. O trabalho de campo e a recolha de dados baseou-se na contagem de veraneantes e na realização de inquéritos para determinar a opinião e a percepção dos utilizadores da praia e o seu nível de informação acerca da actual gestão e certificação. Os resultados das contagens evidenciaram os elevados níveis de utilização a que estas praias estão sujeitas, verificando-se na Praia de S. Pedro o valor menos confortável com 6,13 m2/utilizador. Os valores de capacidade de carga propostos pelo Plano de Ordenamento da Orla Costeira foram ultrapassados em todas as praias pelo menos uma vez, tendo-se verificado esta situação na Praia das Avencas e da Parede na maioria das contagens. Apesar desta constatação, 64,6% dos inquiridos mostraram-se satisfeitos com a quantidade de pessoas nas praias. Relativamente à opinião de alguns aspectos das praias, os inquiridos indicaram como aspectos mais apreciados o facto de serem bem frequentadas (S. Pedro e Avencas), a tranquilidade (Bafureira) e a presença de iodo nas rochas (Parede). Os menos apreciados são as rochas (todas as praias) e a multidão (S. Pedro e Parede). Quanto aos aspectos ambientais da norma ISO 14001, foram identificados para estas praias os consumos, as descargas, as emissões atmosféricas, os resíduos e o ruído como aspecto que precisam de ser geridos. Conclui-se que devido ao nível de uso registado, estas praias estão sujeitas a elevadas pressões ambientais e sociais, exigindo cada vez mais uma gestão integrada e sustentável. Quanto ao esquema de certificação estudado, concluiu-se que este representa uma mais valia na resolução de problemas ambientais uma vez que estabelece o compromisso de melhoria contínua do Sistema de Gestão, promovendo a qualidade ambiental das praias.
Description: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, perfil de Gestão e Sistemas Ambientais
URI: http://hdl.handle.net/10362/6004
Appears in Collections:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Ribeiro_2011.pdf5.7 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE