DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de Ciências da Educação >
FCSH: DCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/5954

Título: UM MODELO DE ENSINO A DISTÂNCIA PARA A FORMAÇÃO DOS BOMBEIROS EM PORTUGAL
Autor: Reis, Vítor Manuel Figueiredo dos
Orientador: Tomé, Irene
Palavras-chave: Ensino a distância
Auto-aprendizagem
Aprendizagem colaborativa,
B-learning
Issue Date: Mar-2011
Editora: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Resumo: Este trabalho tem por objectivos avaliar se os bombeiros reúnem as condições necessárias à implementação de um modelo de ensino a distância na sua formação e identificar o modelo de ensino adequado às particularidades da formação dos bombeiros em Portugal, que permita minimizar os condicionantes que limitam o acesso e frequência das acções de formação, em particular dos bombeiros voluntários. A maioria dos bombeiros em Portugal é voluntária, acumulando o exercício de uma actividade profissional com a prestação de serviço voluntário nos corpos de bombeiros. A formação exigida aos bombeiros para o desempenho da sua missão, inclusive aos bombeiros que são voluntários, pelo seu extenso e diversificado programa, é dificilmente conciliada com a actividade profissional e a vida pessoal e familiar. A flexibilidade que distingue o ensino a distância desde a sua origem possibilita uma solução de ensino-aprendizagem, baseada na exploração das potencialidades do ensino online, compatível com os constrangimentos dos bombeiros voluntários. O b-learning permite minimizar a componente presencial dos programas de formação, reduzindo as deslocações e o tempo de permanência nos centros de formação, ao substituir aulas presenciais por actividades online. As aulas presenciais são reservadas para momentos específicos do programa, em função da natureza dos conteúdos programáticos e das tarefas de aprendizagem, dando resposta à especificidade da formação dos bombeiros, que se reveste de uma forte componente prática. Para sustentar a aplicabilidade de um modelo de ensino misto à formação dos bombeiros foi realizado um trabalho de investigação, utilizando o questionário como instrumento de recolha de dados, que incidiu sobre uma amostra de 270 bombeiros. O estudo pretendeu caracterizar o acesso e utilização do computador e da Internet, as competências ao nível da literacia digital, as percepções sobre a formação e o ensino a distância e o interesse na formação a distância por parte dos bombeiros. Apesar da heterogeneidade evidenciada pela amostra, nomeadamente ao nível da idade e das habilitações literárias, podemos concluir que uma maioria muito significativa dos bombeiros tem facilidade de acesso ao computador e utiliza a Internet, pesquisando, comunicando e interagindo socialmente na Internet. As competências percepcionadas sobre o nível de literacia digital são na sua maioria ao nível do Bom e Muito Bom. Os bombeiros têm desejo de aprender e de ter acesso a mais formação. Os bombeiros identificaram a modalidade de b-learning como a solução que poderá atenuar as dificuldades diagnosticadas que condicionam o acesso à formação. Os resultados obtidos permitem concluir que os bombeiros portugueses reúnem as condições necessárias para se constituírem como potenciais destinatários de formação a distância, num modelo de ensino híbrido que combine a formação online com a formação presencial.
Descrição: Trabalho de Projecto de Mestrado em Gestão de Sistemas de e-Learning
URI: http://hdl.handle.net/10362/5954
Appears in Collections:FCSH: DCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Trabalho de Projecto_Um modelo de ensino a distância para a formação dos bombeiros em Portugal.pdf3 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE