DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de Estudos Políticos >
FCSH: DEP - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/5691

Título: Dinâmicas sociais,institucionais e políticas na constituição, dissolução e recomposição familiar em Portugal.
Autor: Delgado, Pedro Manuel Lourenço
Orientador: Rodrigues, Teresa Ferreira
Palavras-chave: Família
Género
Conjugalidade
Modelos Familiares
Estado
Monoparentalidade
União de Facto
Recomposição Familiar
Igreja
Casamento
Issue Date: Nov-2009
Editora: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Resumo: A presente investigação foi desenvolvida tendo como objecto de estudo as dinâmicas sociais, institucionais e políticas na constituição, dissolução e recomposição familiar em Portugal, tendo o seu ponto central na problemática da Família. O enquadramento conceptual utilizado está baseado na perspectiva da ciência política, que vê na organização da sociedade um conjunto de ideologias que influenciam a prática social e contribuem para a mudança (ou permanência) de certas funções de regulação social. O contributo de ciências sociais como a História, a Demografia, a Ecologia, a Sociologia, a Antropologia e o Direito revelaram-se igualmente fundamentais para a compreensão dos assuntos abordados nesta investigação, numa perspectiva holista do conhecimento humano. O enquadramento teórico envolve uma contextualização cronológica e ideológica sobre a Família em Portugal, onde foi possível notar numa primeira fase o confronto ideológico entre duas Instituições com ritmos de tempo diferentes: um, estruturalmente ligado à Igreja Católica e servindo directamente os propósitos conservadores. O outro, com um poder de inovação e intervenção dinâmica na sociedade, desafiava a ordem estabelecida e defendia a alteração das velhas estruturas ideológicas e culturais de matriz religiosa. Esbatido ao longo do Estado Novo, este projecto de raiz liberal manteve-se vivo, a julgar pela recuperação de princípios e ideias que presidiram ao Direito de Família depois de 1974 e que estão na base da profunda transformação na Família desde então. Desse modo, passamos a notar a existência de uma pluralidade de configurações familiares, justificadas pelo maior sentido de individualidade, autonomia e decisão pessoal das pessoas quanto à escolha da sua opção de vida conjugal.
Descrição: Tese apresentada para cumprimentos dos requisitos necessários à obtenção do grau de Doutor em Ciências Sociais
URI: http://hdl.handle.net/10362/5691
Appears in Collections:FCSH: DEP - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese - versao final P2.pdftese7,99 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
ANEXO IV - Modelo Questionário.pdfanexoIV1,61 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
ANEXO V - Legislação.pdfAnexoV20,3 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia