DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de Sociologia >
FCSH: DS - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/5558

Título: O processo de institucionalização das medicinas alternativas e complementares. O caso da acupunctura em Portugal
Autor: Tavares, Luísa Alexandra Ramos Franco
Orientador: Santos, Rui
Bastos, Cristiana Lage
Palavras-chave: Medicinas Alternativas e Complementares (MAC)
Acupunctura
Institucionalização
Mercado
Profissões
Issue Date: Nov-2010
Editora: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Resumo: Os processos de institucionalização das medicinas alternativas e complementares (MAC) fazem parte de processos de mudança sociocultural característicos da modernidade tardia, e são um fenómeno social em que o nível local deve ser compreendido em função do contexto global. No caso português, o processo presente tem um carácter reactivo, iniciando-se em 1999 com uma tentativa de monopolização do mercado da saúde pelos profissionais da biomedicina, face à capacidade que os terapeutas das MAC tinham tido de instituir mercados paralelos de serviços e de formação nas décadas antecedentes, fora do mercado legítimo da biomedicina. A reacção dos médicos, combinada com processos desencadeados por organizações internacionais e com dinâmicas políticas portuguesas, teve o efeito imprevisto de despoletar a produção de normas formais de regulação das MAC para a sua constituição como oferta nos mercados legítimos da saúde, legisladas pelo Estado em 2003 ao cabo de um processo em que se entretecem estratégias profissionais e políticas na produção da lei. No entanto, a regulamentação da lei será sucessivamente adiada e, até à data, inconcluída. Este atraso não somente favoreceu a apropriação biomédica da acupunctura, como reforçou divisões preexistentes no seio dos profissionais das MAC e da acupunctura em particular. Recorrendo a um enquadramento teórico e problemático com base no novo institucionalismo em Sociologia Económica, na teoria neo-weberiana das profissões, assim como na noção de configuração de Norbert Elias, procura-se dar conta do sistema de relações sociais e de poder que estão presentes ao longo de todo o processo de mudança social, desde a institucionalização de um mercado paralelo das MAC até ao momento actual, e que explicam o que parece ser o seu resultado fundamental: a apropriação biomédica dos mercados legítimos da acupunctura
Descrição: Tese apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Doutor em Sociologia, Especialidadede Sociologia do Desenvolvimento e da Mudança Social
URI: http://hdl.handle.net/10362/5558
Appears in Collections:FCSH: DS - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese de Doutoramento Luísa Franco Tavares.pdf1,84 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia