DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências da Vida >
FCT: DCV - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/5405

Title: O citocromo b5 no complexo enzimático do citocromo P450
Authors: Presa, Daniela Figueiredo Simões
Advisor: Kranendonk, Michel
Keywords: NADPH-oxidoreductase do citocromo P450 humano (CYPOR)
Citocromo b5
CYP1A2
CYP2A6
Variantes Y459H
Y181D da CYPOR
Issue Date: 2011
Publisher: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Abstract: Estudos anteriores indicaram que o b5 tem diferentes efeitos no complexo enzimático do CYP, dependendo do tipo de substrato e da forma de CYP envolvida. Para uma melhor compreensão do b5 no complexo enzimático do CYP, este trabalho pretendeu estudar o mecanismo de actuação e efeito do b5 no referido complexo. Para este fim, utilizamos um sistema bacteriano biplasmídico que permite a co-expressão de um CYP com a CYPOR na presença ou ausência de b5. Seleccionámos dois CYPs, o CYP1A2 e o CYP2A6, uma vez ter sido demonstrado que a presença de b5 exerce um forte estímulo sobre a actividade catalítica do CYP2A6, e que o CYP1A2 aparenta uma relativa insensibilidade à presença desta proteína. Como se pensa que o b5 actua sobre a eficiência da transferência de electrões da CYPOR para o CYP, escolheram-se duas variantes da CYPOR relacionadas com a Síndrome de Antley-Bixler, nomeadamente Y459H e Y181D, as quais contêm mutações que causam a debilitação da ligação dos grupos prostéticos FAD e FMN respectivamente, grupos directamente envolvidos na capacidade de fornecer electrões ao CYP. Após a validação dos diferentes sistemas bacterianos construídos, estes foram aplicados em duas abordagens ao estudo do b5 no complexo enzimático do CYP, nomeadamente a influência do b5 na capacidade do CYP1A2 e CYP2A6 para bioactivar mutagénios e, numa abordagem cinética, avaliando a actividade destes dois CYPs, utilizando substratos padrão. Os resultados indicaram que há uma competição da CYPOR e do b5 pelo sítio de ligação ao CYP, bem como da CYPOR e doo sistema redox bacteriano Fld/FdR. Foi também demonstrado que o b5 está envolvido no aumento da eficiência da transferência do segundo electrão para o CYP e consequente diminuição do desacoplamento, tornando a reacção mais eficiente. Verificou-se um maior efeito competitivo do b5 quando na presença da variante Y181D da CYPOR, que nos permite sugerir que a CYPOR-Y181D tem menor afinidade para o CYP, relativamente à CYPOR-Y459H e CYPOR consensual, indicando a importância do resíduo Y181 na interacção proteína-proteína no complexo CYPOR-CYP. Estas deduções são mais fortemente apoiadas pelos resultados provenientes dos estudos da bioactivação do que pelos estudos de cinética enzimática.
Description: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Genética Molecular e Biomedicina
URI: http://hdl.handle.net/10362/5405
Appears in Collections:FCT: DCV - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Presa_2011.pdf2.17 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE