Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/5375
Title: O arquivo e a construção social do passado
Authors: Mattoso, José
Issue Date: 1988
Publisher: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Series/Report no.: ;2
Abstract: Nunca ninguém jamais saberá explicar a que se deve o sucesso medieval da Peregrinação de Compostela: foi um fenômeno religioso espontâneo, ou uma operação de propaganda bem montada? Resultou apenas da convicção que os fiéis tinham de aí prestar culto às relíquias do Apóstolo mais venerável depois de S. Pedro, ou à capacidade de organização demonstrada pelo arcebispo Diego Gelmírez, que soube acolher os peregrinos, obter a protecção dos reis de Leão e de Castela, garantir a confiança de instituições religiosas tão influentes como o mosteiro de Cluny, e merecer a protecção, os privilégios, ou pelo menos a tolerância do Papa e dos seus legados? A verdade é que o próprio sucesso da organização perdurou na memória dos homens até aos dias de hoje, como uma realidade impossível de apagar totalmente, em boa parte porque Diego Gelmírez utilizou como um dos mais importantes instrumentos da sua acção, a compilação de um arsenal de provas que ainda hoje nos impressiona pelo seu incomparável vigor: a História Compostellana
Description: pp. 121-132
URI: http://hdl.handle.net/10362/5375
ISSN: 0871-2778
Appears in Collections:Revista da FCSH -1988

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RFCSH2_121_132.pdf11 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.