DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências e Tecnologia da Biomassa (ex-GDEH) >
FCT: DCTB - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/5310

Título: Hidrogenação de óleo vegetal de colza para a produção de biocombustível líquido
Autor: Martins, Susana Isabel Gueifão Ferreira
Orientador: Pinto, Filomena
Gonçalves, Margarida
Issue Date: 2010
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: Actualmente, a sociedade depende fortemente do consumo de energia, quer na forma de electricidade, quer como combustíveis líquidos para o sector dos transportes. A produção de energia utiliza maioritariamente fontes fósseis. Devido ao aumento das emissões de CO2, provenientes da combustão de combustíveis fósseis e à diminuição das reservas acessíveis de petróleo torna-se fundamental o desenvolvimento de alternativas aos combustíveis já existentes. Uma dessas alternativas é a hidrogenação catalítica de óleo vegetal. Neste processo ocorre a quebra de ligações que envolvem o grupo carboxilo dos triglicéridos formando-se espécies intermédias e hidrocarbonetos que podem ser usados como combustíveis em motores convencionais. Este trabalho teve como principal objectivo estudar as condições mais propícias para a obtenção de um combustível líquido semelhante ao gasóleo a partir da hidrogenação catalítica em autoclave de óleo de colza. O óleo de colza foi hidrogenado à pressão inicial de hidrogénio de 1,10 MPa e num intervalo de temperatura que variou entre 200 °C e 400 °C. O tempo de residência variou entre 6 e 180 minutos. A reacção foi realizada quer na ausência, quer na presença de um catalisador comercial, cujos principais constituintes são cobalto e molibdénio. Os produtos gasosos e líquidos foram quantificados por gravimetria. A fase líquida resultante de todos os ensaios realizados foi caracterizada por diversas técnicas, nomeadamente GC-FID (cromatografia em fase gasosa com detector de ionização de chama), GC-MS (cromatografia em fase gasosa associada à espectrometria de massa) e FT-IR (espectroscopia no infravermelho por transformada de Fourier). À temperatura de 400ºC e no tempo de residência de 120 minutos, o rendimento em hidrocarbonetos foi cerca de 92% na presença de catalisador e cerca de 85% na ausência do catalisador. A 180 minutos observou-se um rendimento de 96% na presença de catalisador.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Nova de Lisboa,Faculdade de Ciências e Tecnologia para a obtenção do grau de Mestre em Energia e Bioenergia
URI: http://hdl.handle.net/10362/5310
Appears in Collections:FCT: DCTB - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Martins_2010.pdf2,33 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia