DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente >
FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/5107

Título: A gestão de resíduos nos empreendimentos turísticos do Algarve
Autor: Ramos, Ana cristina Costa
Orientador: Martinho, Maria
Palavras-chave: Ambiente
Turismo sustentável
Empreendimentos turísticos
Gestão de resíduos
Factores influenciadores da gestão de resíduos
Issue Date: 2010
Editora: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: A relação entre turismo e ambiente é bastante complexa e como forma de melhorar o desempenho ambiental os empreendimentos turísticos têm sentido a necessidade crescente de controlar os seus impactes ambientais, sendo que a gestão dos seus resíduos surge como uma das medidas prioritárias. Através do presente estudo procurou-se abordar assuntos como o turismo sustentável, a gestão dos resíduos nos empreendimentos turísticos, boas práticas ambientais, assim como a identificação de factores que podem influenciam a gestão de resíduos (tema-chave da dissertação). Desta forma, o problema-base do presente estudo baseou-se na questão: Quais os factores que influenciam a gestão de resíduos nos empreendimentos turísticos do Algarve? Foram colocadas três hipóteses de partida, respectivamente a influência de factores internos, dos factores externos ou de ambos, na gestão dos resíduos dos empreendimentos turísticos. Para atingir estes objectivos propostos elaborou-se um questionário que integrou as variáveis que na revisão da literatura foram consideradas determinantes para a gestão de resíduos e realizou-se uma entrevista ao caso de estudo seleccionado como referência de boas práticas, o Tivoli Carvoeiro - TivoliHotels. Os resultados obtidos dos 34 questionários realizados permitiram concluir que dentro dos factores internos considerados como determinantes para as boas práticas de gestão de resíduos nos empreendimentos turísticos, os que obtiveram maior concordância por parte dos inquiridos foram a (in)formação/sensibilização, a política do empreendimento e o envolvimento da gestão de topo. Quanto aos factores externos, os que obtiveram maior concordância foram a disponibilização externa de meios e empresas licenciadas, a periodicidade de recolha e os custos. Para testar as hipóteses de partida, sobre a influência dos factores internos e externos na gestão de resíduos, dividiu-se a amostra de empreendimentos inquiridos em dois grupos, de acordo com o nível de separação de resíduos na fonte efectuada pelos empreendimentos. Para sete dos oito factores internos estudados, não se verificaram diferenças significativas entre as opiniões dos inquiridos destes dois grupos; apenas para o factor “formação/sensibilização” se obteve uma diferença estatisticamente significativa, tendo o grupo que mais separação de resíduos faz na fonte revelado maior concordância com a questão. Quanto aos factores externos as opiniões de ambos os grupos são muito semelhantes, não se tendo verificado diferenças estatisticamente significativas para todos os seis factores colocados à avaliação dos inquiridos. Deste modo, e face a estes resultados, não foi possível confirmar as hipóteses de partida pois os dois grupos em análise não se diferenciam nem nos factores internos, nem nos factores externos. No entanto, os dois grupos apresentam diferenças em relação a algumas características, designadamente a capacidade e o número de trabalhadores.
Descrição: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Gestão Integrada e Valorização de Resíduos
URI: http://hdl.handle.net/10362/5107
Appears in Collections:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Ramos_2010.pdf206,11 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE