DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Química >
FCT: DQ - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/5071

Title: Estudo dos genes humanos tipo Mob: hsMo4A e hsMob4B
Authors: Florindo, Claudia Susana Reste
Advisor: Tavares, Álvaro
Barahona, Isabel
Issue Date: 2004
Publisher: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Abstract: A saída da célula da fase de mitose e a citocinese são processos que necessitam de ser regulados e coordenados de modo a que a viabilidade celular se mantenha. Na levedura S. cerevisiae esta regulação parece ser executada por uma via de sinalização denominada Mitotic Exit Network (MEN). Embora uma via semelhante (Septation Initiation Network - SIN)tenha sido descrita noutra levedura (Schizosaccharomyces pombe), em eucariotas superiores os mecanismos moleculares que determinam a clivagem entre células no final da mitose permanecem ainda desconhecidos. Neste projecto procurámos identificar moléculas envolvidas nesse processo. Estudou-se em particular, a função dos genes tipo MOB1 em células humanas. O gene MOB1 de S. cerevisiae é um componente da MEN e tem uma função essencial. Leveduras mutantes em MOB1 (nos quais a função da proteína é inactivada) são incapazes de sair de mitose e completar a citocinese. Isolámos e clonámos os genes que codificam para proteínas tipo Mob1, tendo sido identificados sete genes humanos tipo MOB1. Focámos o nosso estudo em dois deles, os genes hsMob4A e hsMob4B, uma vez que são os que apresentam maior homologia ao MOB1 de levedura. A imunolocalização das hsMob4 revelou que estas proteínas se acumulam nos centrossomas durante todo o ciclo celular mas que em telofase, quando os centríolos se separam, ficam apenas associadas ao centríolo mãe. Um silenciamento simultâneo de ambos os genes (por RNAi), resulta em falhas graves de citocinese, na separação dos centríolos e na formação de células binucleadas. Observa-se também, e surpreendentemente, um ganho de mobilidade celular. É de salientar que em alguns casos, células deplectadas em Mob4, após a divisão e sem que ocorresse citocinese, prosseguiam o ciclo celular ainda que ligadas,originando cadeias de células interligadas. Este resultado indica que as Mobs não são necessárias para a saída de mitose e progressão pelo ciclo celular, mas que no entanto são importantes para a clivagem celular. A depleção independente de hsMob4A e de hsMob4B revelou que ambas as proteínas são necessárias para a clivagem e para a mobilidade celular. No entanto, a intensidade dos efeitos observados é diferente, sugerindo funções ligeiramente diferentes/especializadas para cada uma. Esta aparente diferença de função foi igualmente observada em ensaios de sobreexpressão. Os resultados finais obtidos permitem concluir que as proteínas humanas hsMob4A e hsMob4B são importantes para a execução temporalmente correcta da citocinese. Propõe-se ainda que estas duas proteínas possam actuar de uma forma coordenada, assegurando a hsMob4B a orientação do centríolo e a hsMob4A promovendo a sinalização da clivagem celular.
Description: Dissertação apresentada para a obtenção do grau de Doutor em Biologia,especialidade Genética Molecular pela Universidade Nova de Lisboa,Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10362/5071
Appears in Collections:FCT: DQ - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Florindo_2004.pdf10.02 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE