DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente >
FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/4909

Title: Valorização de pilhas domésticas esgotadas: separação e recuperação de metais, por extracção com solventes
Authors: Gonçalves, João Pedro Pereira
Advisor: Nogueira, Carlos
Martinho, Maria
Keywords: Reciclagem
Pilhas e acumuladores portáteis
Hidrometalurgia
Extracção com solventes
Issue Date: 2010
Abstract: Propõe-se um processo de extracção com solventes para a separação e recuperação de metais (Zn, Cd, Mn, Ni, Co, terras raras, Li) a partir de soluções sintéticas, semelhantes às obtidas após lixiviação do processamento hidrometalúrgico de pilhas e acumuladores (P&A) esgotados do tipo portátil. De acordo com a proporção, em peso, de cada tipo de P&A colocados no mercado nacional, foram avaliados dois cenários. Um correspondente à mistura de pilhas e outro considerando duas linhas de tratamento: pilhas à base de Zn-Mn (alcalinas, salinas e Li-primárias) e pilhas ricas em Ni-Co (Ni-Cd, Ni-MH e iões Li). A elevada percentagem de Zn e Mn, na primeira opção, dificulta a recuperação dos metais, nomeadamente do La, pelo que foi escolhido como base de trabalho o fluxo Ni-Co que permitiu obter melhores resultados. É proposto um diagrama de separação baseado em três circuitos (lantânio, cádmio e manganês, cobalto), utilizando os extractantes DEHPA e Cyanex 272. A partir de uma solução com 3.1 g/L La, 0.58 g/L Mn, 2.4 g/L Cd, 12 g/L Co, 13 g/L Ni, e 1.6 g/L Li, demonstra-se a possibilidade de separação do La, com elevada eficiência (94%) com o 1 mol dm-3 DEHPA a pH=2.0, no primeiro circuito. Após remoção deste metal da fase orgânica, o La é re-extraído com uma solução 1 mol dm-3 H2SO4, obtendo-se um re-extracto com mais de 40 g/L. No segundo circuito, os metais Mn e Cd podem ser extraídos em conjunto com o extractante DEHPA 0.5 mol dm-3, a pH=3, recuperando-se 99.8% de ambos os metais. Após a etapa de lavagem, com uma solução de Cd e Mn, os dois metais podem ser recuperados por re-extracção com uma solução 0.70 mol dm-3 H2SO4, resultando uma solução aquosa com 13.3 g/L Mn e 59 g/L Cd. O cobalto pode ser recuperado num terceiro circuito extractivo, com 1 mol dm-3 Cyanex 272 a pH=5.3 recuperando-se 99.9%. A fase orgânica carregada, após lavagem com uma solução aquosa de cobalto, é re-extraída com uma solução ácida, 2.2 mol dm-3 H2SO4, obtendo-se um re-extracto concentrado com 124 g/L Co.
Description: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Sanitária
URI: http://hdl.handle.net/10362/4909
Appears in Collections:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Goncalves_2010.pdf4.26 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE