DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) >
FCSH Departamentos >
FCSH: Departamento de Sociologia >
FCSH: DS - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/4808

Título: Com que linhas se cose o género. A importância do vestuário infantil na construção do género
Autor: Teofilo, Ana Patricia Correia
Orientador: Lisboa, Manuel
Palavras-chave: Vestuário
Género
Infância
Issue Date: Mar-2010
Editora: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Resumo: O vestuário é entendido por muitos, historiadores, teóricos, sociólogos e filósofos, como um espelho que reflecte a sociedade a que pertence. A partir desta premissa muitas outras leituras, analisadas com uma maior profundidade, se podem fazer do vestuário, nomeadamente a divisão do mesmo por género ou ainda por faixa etária. Este é o ponto essencial a partir do qual pretendi desenvolver a minha reflexão, nesta dicotomia do vestuário feminino e/ou masculino e na forma como uma simples indumentária poderá contribuir para a construção de uma identidade de género numa fase especifica da vida, a infância. É sabido que a roupa se encontra divida em dois grandes grupos: o da roupa feminina e o da roupa masculina. No primeiro grupo, respectivamente, encontramos todo o vestuário feminino destinado somente a ser vestido pelas mulheres, assim ditam as regras sociais fortemente alicerçadas. Reciprocamente também o segundo grande grupo, o do vestuário masculino, tem sofrido o pesar das regras da sociedade. Esta divisão do vestuário acontece ainda em tenra idade do ser humano, existindo um vestuário próprio para as raparigas e um outro para os rapazes, quando, na verdade, o corpo de uma menina de 3 anos não difere em grande parte de um corpo de um menino da mesma idade. A família é o primeiro núcleo onde estes estereótipos de género do vestir são passados e alicerçados. Numa construção dicotómica, filhas e filhos têm sido educados de formas diferenciadas para que um dia venha a surtir os efeitos de tais ensinamentos, com a finalidade de se tornarem respectivamente em mulheres e homens no futuro. O vestuário apresenta-se como uma forma de demarcação dessas educações binárias. A fim de validar de forma empírica este objecto de estudo, foram realizadas entrevistas a um conjunto de pais e mães sobre as suas escolhas no vestuário dos respectivos filhos, tendo em causa uma perspectiva de género.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Estudos sobre as Mulheres, as Mulheres na Sociedade e na Cultura
URI: http://hdl.handle.net/10362/4808
Appears in Collections:FCSH: DS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Com que l...pdf605,78 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE