DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Química >
FCT: DQ - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/4455

Title: Estudos espectroscopicos de hidrogenases bacterianas: papel do níquel no metabolismo de hidrogenio
Authors: Teixeira, Miguel Nuno Sepulveda de Gouveia
Advisor: Moura, José J. G.
Issue Date: 1986
Publisher: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Abstract: Foram isoladas e caracterizadas hidrogenases de bactérias redutoras de sulfato do género Desulfovibrio (DI) (Dlqiqas, (NClB 9332), D=salexiqens (estirpe British Guiana, NClB 8403), Dlbaculatus(estirpe 9974, D5M 1743) e D.desulfuricans (ATCC 27774» e de uma bactéria metanogénica (Methanosarcina (Ns.) barkeri, D5M 800). Utilizou-se como técnica básica de caracterização a espectroscopia de Ressonância Paramagnética Electrónica (RPE), complementada, para a hidrogenase de D.qiqas, com estudos de espectroscopia de Mõssbauer. Todas as enzimas estudadas contêm niqueI e centros Fe/S pertencendo ao grupo das hidrogenases [NiFe]. A hidrogenase de D.qiqas (NClB 9932), tem uma massa molecular de 89,5 kDa, é composta de duas subunidades não idênticas de 62 e 26 kDa, res~ectivamente e contém 11 átomo-g de ferro e 1 átomo-g de niqueI por mole de enzima. Os àtomos de ferro encontram-se agrupados em centros Fe/5: um centro [3Fe-x5] e dois centros [4Fe-45]2+/1+. No estado nativo todos os centros Fe/5 estão no estado oxidado. O centro de niqueI contém um ião niqueI, provavelmente no estado de oxidação Ni 3+. Os estudos espectroscópicos de RPE e M~ssbauer revelaram a ausência de interaccções magnéticas entre estes quatro centros metálicos no estado nativo da enzima. O espectro de RPE do estado nativo apresenta essencialmente dois sinais de RPE: um sinal praticamente isotropico,centrado a g=2,01, detectável a temperaturas até cerca qe 30 K,atribuido, através de estudos de M~ssbauer, a um centro [3Fe-x5]oxidado (5=1/2); um sinal rõmbico, saturado com a potência da radiação de microondas a baixas temperaturas, detectado a temperaturas elevadas (facilmente observável a 77 K), com valores de g a 2,31, 2,23 e 2,02 (Qingl Ni-A). Em algumas preparações da hidrogenase é detectàvel outro sinal r6mbico, de menor intensidade,com valores de g a 2,33 2,16 e 2,02 (§ingl tli-B) a intensidade relativa destes dois sinais rdmbicos pode ser modificada por ciclos de redução/reoxidação anaer6bica da hidrogenase. Por substituição isot6pica com 61Ni foi possivel atribuir inequivocamente estes sinais de RPE rômbicos a espécies paramagneticas de niqueI, possivelmente NiCIII). A hidrogenase de D.gigas foi também isolada a partir de células crescidas em meio enriquecido em 57 Fe, o que permitiu realizar estudos detalhados de espectroscopia de Mõssbauer nos estados oxidado e reduzidos desta enzima.
Description: Tese apresentada para obtenção do grau de Doutor em Química
URI: http://hdl.handle.net/10362/4455
Appears in Collections:FCT: DQ - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Teixeira_1986.pdf15.26 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE