DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Química >
FCT: DQ - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/4308

Title: Estudos estruturais e enzimáticos de proteínas envolvidas no metabolismo do enxofre: caracterização de enzimas isoladas de desulfovibrio sp. e Thiobacillus sp.
Authors: Pereira, Maria Alice Santos
Advisor: Moura, José J. G.
Lampreia, Jorge
Issue Date: 1993
Publisher: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Abstract: Ao longo da última década foi evidenciado o papel dos centros ferro-enxofre como constituinte do sítio activo de várias enzimas envolvidas em reacções de transferência electrónica, oxidação-redução de substratos, transferência de grupos não-redox e regulação da actividade enzimática. As proteínas de ferro-enxofre participam, assim, em processos biológicos muito importantes para o bom funcionamento da célula, tais como o ciclo de Krebs, a fotossíntese, a cadeia respiratória ou a síntese e reparação de DNA. Os agregados do tipo [4Fe-4S] são, na realidade, os centros ferro-enxofre que predominam na natureza. Para além do seu importante papel no transporte electrónico, podem desempenhar funções catalíticas. Exemplos de proteínas que possuem este tipo de agregado são a hidrogenase, a redutase do sulfito, a redutase do APS ou as hidratases/desidratases do tipo da aconitase. A catálise envolve a interacção directa do substrato com o agregado [4Fe-4S] originando alterações estruturais nestes. Nesta dissertação, descreve-se o estudo de proteínas de ferro-enxofre isoladas de bactérias envolvidas no metabolismo do enxofre, em particular a redutase do APS e a redutase do sulfito. A redutase do APS é uma das principais enzimas que intervêm na redução dissimilativa do sulfato. Esta enzima catalisa a reacção reversível de conversão do APS(aforma activada do sulfato) a sulfito e AMP. Presente em todas as bactérias redutoras de sulfato, nomeadamente do género Desulfooibrio, foi também isolada de uma arquebactéria Archaeoglobus fulgidus e de algumas bactérias do género Thiobacillus. Neste trabalho, apresenta-se a purificação e caracterização da redutase do APS de Desulfooibrio desulfuricans ATCC 27774, de Thiobacillus denitrificans ATCC 23642 e de uma bactéria redutora de sulfato isolada do interior de tubagens de ferro sob corrosão activa, Desulfooibrio desulfuricans subespécie desulfuricans New Jersey. Verificou-se que, de um modo geral, as redutases do APS são proteínas muito homólogas, em termos da massa molecular, composição do sito activo e propriedades espeetroscópicas dos seus cromóforos. A redutase do APS é uma proteína de elevada massa molecular (160-180 kDa) que contém dois agregados [4Fe-4S] (denominados cento I e centro II) e uma unidade FAD. O espectro de UV/ visível da proteína na forma nativa é caracterizado por uma banda larga com absorção máxima a - 388 nm e dois ombros entre 475 e 445 nm, geralmente observados em flavoproteínas que contêm agregados ferro-enxofre.
Description: Dissertação apresentada para obtenção do Grau de Doutor em Química, especialidade Química Inorgânica, pela Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências e Tecnologia.
URI: http://hdl.handle.net/10362/4308
Appears in Collections:FCT: DQ - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Pereira_1994.pdf9.25 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE