DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Engenharia Mecânica e Industrial >
FCT: DEMI - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/3923

Title: Metodologia para a Taxonomia e estrutura dos procedimentos de análise de riscos ocupacionais
Authors: Paiva, Andreia Filipa Neves de
Advisor: Cabeças, José
Keywords: Avaliação de riscos ocupacionais
Taxonomia de perigos
Acidentes de trabalho
Lesões
Doenças profissionais
Regiões anatómicas
Issue Date: 2009
Publisher: Faculdade de Ciências e Tecnologoa
Abstract: As estatísticas internacionais demonstram que o problema dos acidentes de trabalho está longe de ser resolvido. A Organização Internacional de Trabalho (OIT) estima que todos os anos ocorrem, no mundo, cerca de 270 milhões de acidentes de trabalho (mortais e não mortais) e que são registadas aproximadamente 160 milhões de doenças profissionais. Esta dissertação propõe uma Metodologia para a Taxonomia e Estrutura dos Procedimentos de Análise de Riscos Ocupacionais, associada a uma Matriz Perigos – Danos. A metodologia encontra-se dividida em cinco fases distintas (caracterização da empresa; caracterização dos postos / locais de trabalho; caracterização dos danos potenciais associados aos perigos; quantificação do risco associado a cada perigo; medidas de controlo). Apresenta uma classificação normalizada de perigos, com a identificação das consequências potenciais associadas, numa Matriz para a Identificação de Perigos – Danos (dominantes). Para cada perigo foram identificados os danos potenciais individuais, em resultado de acidentes de trabalho (lesões), de doenças profissionais legais (patologias ocupacionais), de doenças relacionadas com o trabalho e de incomodidade ocupacional. A caracterização dos danos individuais é efectuada utilizando as nomenclaturas existentes nas Estatísticas Europeias de Acidentes de Trabalho (Metodologia EEAT), metodologia, e no Decreto Regulamentar 76/2007. Cada dano é associado à região anatómica potencialmente atingida. A valoração do risco é organizada em termos de riscos para acidentes - doenças profissionais – e incomodidade ocupacional. Para cada perigo são identificadas medidas de controlo, de acordo com a hierarquia referida na NP 4397:2008 (modificada). A implementação das medidas de controlo foi associada a um critério temporal de curto – médio - longo prazo que teve em conta a oportunidade da implementação e os grupos de medidas a implementar conjuntamente. A metodologia foi aplicada a uma empresa Portuguesa pertencente ao subsector de actividade económica Fabricação de outros produtos minerais não metálicos (subsector DI.
Description: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para a obtenção do grau de Mestre em Engenharia e Gestão Industrial
URI: http://hdl.handle.net/10362/3923
Appears in Collections:FCT: DEMI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Paiva_2010.pdf39.96 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE