DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências da Terra >
FCT: DCT - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/3640

Title: Modelação 3D de um subsector das mineralizações auríferas de casas novas, Montemor-o-Novo
Authors: Matias, Filipa Vieira
Advisor: Almeida, José
Chichorro, Martim
Keywords: Mineralizações auríferas em zonas de cisalhamento
Modelo geológico 3D
Litogrupos
Simulação sequencial da indicatriz
Issue Date: 2009
Publisher: FCT - UNL
Abstract: Este trabalho teve como objectivo a construção de um modelo geológico 3D de um subsector das mineralizações auríferas de Casas Novas, Montemor-o-Novo. Os dados utilizados foram fornecidos pela Iberian Resources com base em trabalhos de campo e prospecção realizados até à data. Os dados, obtidos em sondagens e sanjas, consistem em descrições geológicas e respectivos teores em ouro e arsénio. O modelo geológico global foi desenvolvido em duas grandes etapas interligadas. Na primeira etapa obteve-se uma representação disjuntiva, de tipo vectorial – superfícies fechadas – do que se designou por litogrupos, isto é, associações de litologias com características afins e que se comprovou discriminarem os teores em ouro. Este modelo de representação por superfícies fechadas foi obtido por interpolação sucessiva de pares de contornos digitalizados ao longo de perfis, segundo interpretação pericial prévia. Ao todo foram definidos 3 litogrupos principais a partir das 40 descrições litológicas iniciais. Na segunda etapa fez-se a modelação dos teores de ouro, previamente subdivididos em 3 classes (altos, médios e baixos), com o algoritmo geoestatístico de simulação sequencial da indicatriz (SSI). As imagens simuladas foram condicionadas aos teores obtidos das sondagens e sanjas (dados hard) e indirectamente ao modelo dos litogrupos obtido na primeira etapa (dados soft) por imposição de proporções locais diferenciadas. A metodologia utilizada permitiu que se integrasse no modelo final grande parte do conhecimento geológico desta complexa área mineralizada e, simultaneamente, relançou a discussão sobre a geologia do local, face a alguns dos resultados inequívocos obtidos pelos métodos geoestatísticos, nomeadamente a estrutura de continuidade espacial dos teores de ouro.
Description: Dissertação apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Geológica (Georrecursos)
URI: http://hdl.handle.net/10362/3640
Appears in Collections:FCT: DCT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Matias_2010.pdf4.1 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE