DSpace UNL

RUN >
Instituto Superior de Estatística e Gestão de Informação (ISEGI) >
ISEGI - Dissertações de Mestrado em Ciência e Sistemas de Informação Geográfica >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/3632

Título: Modelação do risco de incêndio florestal com redes neuronais artificiais: aplicação ao Parque Natural de Montesinho
Autor: Carvalho, Paulo Alexandre Cabral Freire de
Orientador: Bação, Fernando José Ferreira Lucas
Lobo, Victor José de Almeida e Sousa
Palavras-chave: Incêndio florestal
Perigo de incêndio florestal
Parque Natural de Montesinho
Sistemas de informação geográfica
Redes neuronais artificiais
Self-Organizing Maps (SOM)
Wildand fires
Wildand fire danger assessment
Montesinho Natural Park
Geographical information systems
Artificial neural networks
Issue Date: 6-Jun-2006
Relatório da Série N.º: Mestrado em Ciência e Sistemas de Informação Geográfica;TSIG0016
Resumo: Os incêndios florestais são actualmente uma séria ameaça sob diversas perspectivas, entre as quais se pode mencionar a conservação da natureza. Conhecer a dinâmica do fogo, sua causas e factores condicionantes é importante para tomar decisões que os evitem. O conhecimento destes factores pode ser fundamental e a determinação do perigo de incêndio pode proporcionar uma ferramenta útil na hierarquização de prioridades. A modelação do risco de incêndio pelos métodos tradicionais implica um árduo trabalho na classificação de dados e a assumpção de princípios altamente subjectivos. A complexidade subjacente a este fenómeno de índole social e geográfica, a inadequação das ferramentas clássicas ao serviço da ciência geográfica e a inexistência de modelos determinísticos conduzem à procura de novas respostas na sua determinação. O cérebro biológico e processos subjacentes ao seu funcionamento inspiraram o desenvolvimento de redes neuronais artificiais onde se inclui o SOM que, não necessitando de assumpções, utilizando apenas padrões eventualmente implícitos nos dados e nas variáveis do domínio do problema, organizam-se espacialmente podendo proporcionar informações interessantes e úteis na descoberta de conhecimento. Neste trabalho determinam-se variáveis supostamente condicionadoras da ocorrência e dinâmica do fogo, utilizam-se na determinação do perigo de incêndio utilizando o SOM e atribui-se expressão cartográfica aos resultados obtidos para a área de análise: o Parque Natural de Montesinho.
Descrição: Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Ciência e Sistemas de Informação Geográfica
URI: http://hdl.handle.net/10362/3632
Appears in Collections:ISEGI - Dissertações de Mestrado em Ciência e Sistemas de Informação Geográfica

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TSIG0016.pdf4,12 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia