DSpace UNL

RUN >
Instituto Superior de Estatística e Gestão de Informação (ISEGI) >
ISEGI - Dissertações de Mestrado em Ciência e Sistemas de Informação Geográfica >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/3632

Título: Modelação do risco de incêndio florestal com redes neuronais artificiais: aplicação ao Parque Natural de Montesinho
Autor: Carvalho, Paulo Alexandre Cabral Freire de
Orientador: Bação, Fernando José Ferreira Lucas
Lobo, Victor José de Almeida e Sousa
Palavras-chave: Incêndio florestal
Perigo de incêndio florestal
Parque Natural de Montesinho
Sistemas de informação geográfica
Redes neuronais artificiais
Self-Organizing Maps (SOM)
Wildand fires
Wildand fire danger assessment
Montesinho Natural Park
Geographical information systems
Artificial neural networks
Issue Date: 6-Jun-2006
Relatório da Série N.º: Mestrado em Ciência e Sistemas de Informação Geográfica;TSIG0016
Resumo: Os incêndios florestais são actualmente uma séria ameaça sob diversas perspectivas, entre as quais se pode mencionar a conservação da natureza. Conhecer a dinâmica do fogo, sua causas e factores condicionantes é importante para tomar decisões que os evitem. O conhecimento destes factores pode ser fundamental e a determinação do perigo de incêndio pode proporcionar uma ferramenta útil na hierarquização de prioridades. A modelação do risco de incêndio pelos métodos tradicionais implica um árduo trabalho na classificação de dados e a assumpção de princípios altamente subjectivos. A complexidade subjacente a este fenómeno de índole social e geográfica, a inadequação das ferramentas clássicas ao serviço da ciência geográfica e a inexistência de modelos determinísticos conduzem à procura de novas respostas na sua determinação. O cérebro biológico e processos subjacentes ao seu funcionamento inspiraram o desenvolvimento de redes neuronais artificiais onde se inclui o SOM que, não necessitando de assumpções, utilizando apenas padrões eventualmente implícitos nos dados e nas variáveis do domínio do problema, organizam-se espacialmente podendo proporcionar informações interessantes e úteis na descoberta de conhecimento. Neste trabalho determinam-se variáveis supostamente condicionadoras da ocorrência e dinâmica do fogo, utilizam-se na determinação do perigo de incêndio utilizando o SOM e atribui-se expressão cartográfica aos resultados obtidos para a área de análise: o Parque Natural de Montesinho.
Descrição: Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Ciência e Sistemas de Informação Geográfica
URI: http://hdl.handle.net/10362/3632
Appears in Collections:ISEGI - Dissertações de Mestrado em Ciência e Sistemas de Informação Geográfica

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TSIG0016.pdf4,12 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE