DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente >
FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/3351

Title: Contribuição para o estudo do tratamento de efluentes da indústria vinícola
Authors: Vieira, Richard Miguel Gonzalez
Advisor: Amaral, Leonor
Keywords: Efluentes vinícolas
Tratamento anaeróbio
Tratamento aeróbio
Issue Date: 2010
Publisher: FCT - UNL
Abstract: A indústria vinícola é uma indústria de particular importância, devido às suas raízes culturais, à sua extensão geográfica no território nacional, e à sua dimensão sócioeconómica. Os principais objectivos foram caracterizar os efluentes gerados pela indústria vinícola, efectuar um levantamento da legislação e regulamentação que afecta a gestão destes efluentes, abordar os principais e mais utilizados processos de tratamentos aeróbios e anaeróbios, propondo linhas de tratamento para dois cenários apresentados. Foram abordados os seguintes assuntos: Contextualização histórica e cultural da produção de vinhos a nível nacional; Caracterização sócio-económica da indústria vinícola a nível nacional; Caracterização dos processos produtivos do vinho e dos resíduos líquidos associados a esta indústria; Descrição de diferentes linhas de tratamento destinados ao tipo de efluentes em causa; Estudo comparativo, indicando as diferentes vantagens e desvantagens das diversas linhas de tratamento, tendo em conta aspectos estudados anteriormente. Os tratamentos aeróbios e anaeróbios mostraram ser adequados para o tratamento destes efluentes. Os tratamentos aeróbios mostraram maiores eficiências de remoção orgânica e elevada resistência aos tóxicos presentes nestes efluentes, apesar de se mostrar mais dispendioso devido a elevada necessidade de oxigénio, enquanto os anaeróbios foram mais eficientes quando sujeitos a choques orgânicos muito frequente nos efluentes vinícolas. O processo mais usado actualmente para estes efluentes é o anaeróbio, que permite o tratamento de efluentes muito carregados sem necessitar de arejamento e com baixa produção de lamas, embora os reactores demorem muito tempo a entrarem em funcionamento estável. Em algumas situações pode ser vantajoso o uso da combinação dos dois processos.
Description: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para a obtenção do grau de Mestre em Engenharia do Ambiente,perfil Sanitária
URI: http://hdl.handle.net/10362/3351
Appears in Collections:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Vieira_2010.pdf1.38 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE