DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente >
FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/3351

Título: Contribuição para o estudo do tratamento de efluentes da indústria vinícola
Autor: Vieira, Richard Miguel Gonzalez
Orientador: Amaral, Leonor
Palavras-chave: Efluentes vinícolas
Tratamento anaeróbio
Tratamento aeróbio
Issue Date: 2010
Editora: FCT - UNL
Resumo: A indústria vinícola é uma indústria de particular importância, devido às suas raízes culturais, à sua extensão geográfica no território nacional, e à sua dimensão sócioeconómica. Os principais objectivos foram caracterizar os efluentes gerados pela indústria vinícola, efectuar um levantamento da legislação e regulamentação que afecta a gestão destes efluentes, abordar os principais e mais utilizados processos de tratamentos aeróbios e anaeróbios, propondo linhas de tratamento para dois cenários apresentados. Foram abordados os seguintes assuntos: Contextualização histórica e cultural da produção de vinhos a nível nacional; Caracterização sócio-económica da indústria vinícola a nível nacional; Caracterização dos processos produtivos do vinho e dos resíduos líquidos associados a esta indústria; Descrição de diferentes linhas de tratamento destinados ao tipo de efluentes em causa; Estudo comparativo, indicando as diferentes vantagens e desvantagens das diversas linhas de tratamento, tendo em conta aspectos estudados anteriormente. Os tratamentos aeróbios e anaeróbios mostraram ser adequados para o tratamento destes efluentes. Os tratamentos aeróbios mostraram maiores eficiências de remoção orgânica e elevada resistência aos tóxicos presentes nestes efluentes, apesar de se mostrar mais dispendioso devido a elevada necessidade de oxigénio, enquanto os anaeróbios foram mais eficientes quando sujeitos a choques orgânicos muito frequente nos efluentes vinícolas. O processo mais usado actualmente para estes efluentes é o anaeróbio, que permite o tratamento de efluentes muito carregados sem necessitar de arejamento e com baixa produção de lamas, embora os reactores demorem muito tempo a entrarem em funcionamento estável. Em algumas situações pode ser vantajoso o uso da combinação dos dois processos.
Descrição: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para a obtenção do grau de Mestre em Engenharia do Ambiente,perfil Sanitária
URI: http://hdl.handle.net/10362/3351
Appears in Collections:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Vieira_2010.pdf1,38 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia