DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT R&D Units >
FCT: Unidade de Investigação Educação e Desenvolvimento >
FCT: UIED - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/314

Título: Abordagem (auto)biográfica de um processo de formação
Autor: Miranda, Maria Margarida da Silva
Orientador: Nóvoa, António
Palavras-chave: Sujeito
Formação
Experiência
Auto-formação
Investigação-formação
Atenção consciente
Issue Date: 1993
Editora: Universidade Nova de Lisboa: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Resumo: No quadro actual da reflexão educativa, emerge cada vez mais fortemente um consenso em torno da ideia de que o sujeito desempenha um papel decisivo na sua própria formação. Pretendendo contribuir para a compreensão dos processos de (trans)formação da pessoa-professor, o presente trabalho de investigação desenvolve-se no quadro da abordagem (auto)biográfica, sendo adoptada uma estratégia de investigação-formação que integra a biografia educativa enquanto método inspirado nas histórias de vida. Tomando como objecto de investigação tanto o processo de formação da própria investigadora como a própria abordagem biográfica, o saber que emerge sobre a formação resulta da reflexão produzida ao longo de uma experiência interactiva articulada pelo movimento desencadeado em torno de três pólos de uma triangulação: a reflexão da investigadora sobre os seus próprios processos biográficos; o confronto desta reflexão com um grupo de investigação-formação constituído pela investigadora e por duas professoras escolhidas para o integrarem; o confronto destas reflexões com os saberes socialmente reconhecidos sobre a formação. Estes três pólos interagem entre si produzindo uma dinâmica que resulta no próprio processo de investigação-formação, do qual emerge um sujeito consciente dos seus próprios projectos/processos de investigação-formação. Da reflexão sobre este processo de (trans)formação emerge o processo de formação como um conjunto de transformações efectuadas pelo sujeito tanto sobre si-próprio e na sua relação consigo próprio, como nas suas interacções sociais e na sua relação com o ambiente, evidenciando-se a experiência como fonte dominante de conhecimento, a formação experiencial como processo de (trans)formação de perspectiva, revelando-se a abordagem biográfica um instrumento cultural de produção da própria vida e do seu sentido.
Descrição: Dissertação de mestrado em Ciências da Educação: área de Educação e Desenvolvimento
URI: http://hdl.handle.net/10362/314
Appears in Collections:FCT: UIED - Dissertações de Mestrado
FCT: DCSA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
miranda_1993.pdf5,49 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia