DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências e Tecnologia da Biomassa (ex-GDEH) >
FCT: DCTB - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/2508

Título: A segurança alimentar no consumo de pescado cru com valência para a produção de sushi
Autor: Patrocínio, Isaque David Ramos
Orientador: Crespo, Pedro
Lidon, Fernando
Issue Date: 2009
Editora: FCT - UNL
Resumo: As doenças de origem alimentar são na maioria ocasionadas por microrganismos ingeridos com alimentos contaminados. Considerando que o sushi é o prato tradicional Japonês mais conhecido no mundo, identificado como peixe cru, justifica-se a necessidade do estudo dos perigos inerentes a este consumo de alimentos, contribuindo para a segurança alimentar, ligada a estes produtos e adicionalmente colaborando deste modo, para a manutenção da saúde pública. Este trabalho tem por objectivo realizar um estudo orientado para o consumo de peixe cru, com valência para o sushi, equacionando a caracterização dos diferentes tipos de sushi. Neste contexto, desenvolvem-se ainda, aspectos relativos à contaminação de produtos da pesca e a respectiva deterioração, consumo e segurança alimentar. Aborda-se a origem do sushi, enunciamos dezasseis tipos, descrevemos o sushi e a importância para a saúde. Na perspectiva do pescado, disserta-se sobre o consumo de peixe em Portugal, e apontam-se as mudanças post mortem, sensoriais e microbiológicas, principais factores que contribuem para a sua deterioração. Deste modo, enquadrando o preparo do sushi, discorre-se sobre o pescado mais utilizado no nosso país (salmão, atum, camarão e lula), mencionando-se a contaminação dos produtos da pesca, identificando perigos físicos, químicos e biológicos e referenciando ainda interacções entre o consumo e segurança alimentar. Este estudo, permitiu verificar que em Portugal ainda não foram relatadas, doenças de origem alimentar derivadas do consumo de sushi. Note-se contudo, que não podemos afirmar categoricamente que elas não existam, pois em vários estudos foram isolados Coliformes, Escherichia coli, Salmonella, Staphylococcus aureus, V. parahaemolyticus e Aeromonas spp. e em atum, mexilhão, camarão, choco, pota, lula, ostra e na sapateira foram detectados teores em cádmio superiores ao limite máximo admissível. Deste modo, sugere-se a introdução de alterações específicas na legislação nacional para acompanhar o evoluir do consumo de peixe cru.
Descrição: Dissertação apresentada para a obtenção do Grau de Mestre em Tecnologia e Segurança Alimentar, pela Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10362/2508
Appears in Collections:FCT: DCTB - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Patrocinio_2009.pdf4,83 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia