DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente >
FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/2452

Title: Gestão de resíduos de embalagens do sector HORECA: o reutilizável versus o Verdoreca
Authors: Brás, Ana Filipa Teotónio
Advisor: Martinho, Graça
Issue Date: 2009
Publisher: FCT - UNL
Abstract: A problemática dos resíduos foi, e vai continuar a ser, um assunto actual, em constante mutação e numa procura incessante pela resolução de problemas novos e antigos. A problemática dos resíduos estende-se por várias ramificações, uma dessas ramificações é os resíduos de embalagens. E embora como referido anteriormente, esta seja uma área em constante mutação, desde cedo se percebeu que era necessário agir na raiz do problema e não no final. Ou seja, desde cedo se percebeu que era premente actuar para reduzir o problema em vez de tratar dele quando já estava consumado. Em relação às embalagens é fácil concluir que a solução está em usar menos embalagens ou então em voltar a usar as mesmas embalagens de modo a existirem menos resíduos de embalagens. No entanto, no contexto da sociedade actual não é simples implementar estas medidas. No âmbito deste trabalho apenas interessa perceber o que se passa nos estabelecimentos do canal HORECA em que há um grande consumo de embalagens. Seria importante que pelo menos este sector passasse a vender apenas embalagens reutilizáveis em vez das descartáveis como é prática corrente. Ou pelo menos que vendesse mais embalagens deste tipo. Para tentar perceber a realidade destes estabelecimentos, realizaram-se inquéritos por questionário junto dos estabelecimentos HORECA nos dois locais escolhidos para estudo: Vila de Mafra e Campus FCT/UNL. Os resultados obtidos revelam que há algum desconhecimento do subsistema VERDORECA, mesmo entre aqueles que são aderentes. Os comerciantes, em geral, não destacam nem vantagens nem desvantagens deste subsistema. Aderem por causa do cumprimento da legislação. E aqueles que não aderem, na sua maioria é por falta de informação ou desconhecimento. Em geral, os comerciantes não vendem bebidas em embalagens reutilizáveis por uma questão de espaço, trabalho ou comodidade. E o principal motivo para as utilizar é o preço,pois dizem que são mais baratas que as descartáveis. Finalmente, com base nas respostas dadas pelos entrevistados e nas conclusões obtidas são propostas medidas de melhoria do sistema, tanto no que diz respeito ao subsistema VERDORECA, como à própria utilização das embalagens reutilizáveis.
Description: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para a obtenção do grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, perfil Gestão e Sistemas Ambientais
URI: http://hdl.handle.net/10362/2452
Appears in Collections:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Bras_2009.pdf1.94 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE